sexta-feira, 27 de junho de 2008

A Pascom na pauta da igreja

O mês de julho marca a realização de dois eventos fundamentais para a Pascom em nível regional e nacional. De 02 a 06 de julho, em Aparecida (SP), o setor de Comunicação da CNBB promove o Encontro Nacional da Pascom que visa articular a atuação da pastoral para comunicação nas comunidades e com a sociedade. Nesse encontro se farão presentes os coordenadores regionais (estados) da pastoral.

As repercussões do evento nacional serão refletidas e potencializadas no 3º Mutirão Regional de Comunicação que acontece entre 17 a 20 de julho na cidade de Limeira (SP). A atividade tem promoção do Regional Sul 1 da CNBB (estado de São Paulo).

O Mutirão terá a presença dos agentes da Pascom no estado de São Paulo e a Região se fará presente com três representantes, para colaborar com os debates sobre a formação do indivíduo, dentro de uma perspectiva teórica, acadêmica e pastoral dos meios de comunicação. O tema do evento desse ano é: “Processos de Comunicação e Cultura Solidária”.

A equipe da Pascom Brasilândia sabe da importância de fazer parte desse fórum de discussão e assume o compromisso de repassar aos cristãos de nossa Região as reflexões apresentadas no Mutirão em Limeira.



EM DESTAQUE NA REGIÃO
Paróquia Nossa Senhora do Retiro recebe fotos de igrejas católicas de todo mundo. Há mais de 100 fotos no acervo.

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Região Brasilândia celebra a unidade

A Região Episcopal Brasilândia realiza no domingo, 22 de junho, mais uma edição da Festa da Unidade. Esse ano o tema da atividade é “Deus Habita esta cidade e a Brasilândia celebra a unidade”. A celebração será na paróquia Nossa Senhora das Dores, a partir das duas e meia da tarde.

Além do ato religioso haverá um momento de partilha e resgate do histórico da Região, fundada em 1989, como desmembramento da Região Episcopal Lapa. A Festa da Unidade, ao contrário do que muitos pensam, não é uma celebração comemorativa ao aniversário do bispo, mas um resgate dom aniversário da Região Brasilândia que teve esse nome escolhido em assembléia no dia 18 de junho de 1989.

Todas as paróquias e comunidades estão convocadas a participar do ato religioso. A paróquia Nossa Senhora das Dores, local da Festa da Unidade 2008, fica localizada na Avenida Elísio Teixeira Leite, 7400, em Taipas.

Outras informações sobre a Festa da Unidade pelo telefone 3924-0020 ou através do e-mail curiabrasilandia@uol.com.br.


EM DESTAQUE NA REGIÃO

Confira como foi missa em louvor a Santo Antônio na paróquia São Judas Tadeu
http://www.paroquiasjudastadeu.com.br/missastoantonio.html


Paróquia Nossa Senhora do Retiro recebe fotos de igrejas católicas de todo mundo. Já são 107 fotos no acervo. Saiba como participar:
http://www.paroquiansretiro.com.br/apresentacao_02.htm

sexta-feira, 13 de junho de 2008

Caça de votos nas comunidades

Cilto José Rosembach, assessor da Pascom

No período eleitoral, as comunidades são assediadas pelos canditados. É importante destacar que, há candidatos e candidatos. Há os que rondam as comunidades para oferecer doações: material de construção, projetos de obras, tinta, equipamentos de som, ônibus para o passeio e outros benefícios.

Alguns candidatos se fazem acompanhar por lideranças influentes na região ou na comunidade. Freqüentam missas e celebrações, até se apresentam para fazer uma leitura, ou usar a palavra na hora dos avisos e recados.

Bem, há orientação Bíblica para esse tipo de situação? Em Mt 6,1-4, há uma orientação clara sobre a esmola: seja dado sem querer aparecer, receber elogios, agradecimentos, que seja dada em segredo, ou seja, dê de graça o que de graça recebeste. Em (Mt. 10,8) a doação é graça, não se espera e não se pede nada em troca, não se barganha, não é comércio.

Aos que desejam usar um espaço durante a celebração e se oferecem para proclamar um texto bíblico, nada entendem sobre a importância da Palavra de Deus. Recordo: quem deve estar em evidência é a Palavra de Deus. O leitor ou leitora, são simples instrumentos desta Palavra, são mediadores que emprestam a sua voz.

Há uma terceira situação escandalosa. É o candidato que espera o momento dos avisos da comunidade. Ele se faz apresentar por uma liderança, diz que vai dar um recado importante, e se apresenta como candidato a vereador, por exemplo.

Lideranças de comunidades que apresentam candidatos políticos nas condições acima ou agem de má fé ou são ingênuas. Os políticos não são nada ingênuos, pelo contrário são muito espertos. Durante a celebração da missa ou da celebração da Palavra na comunidade não se abre espaço, em nenhum momento, para nenhum candidato às eleições.

Sobre doações, a legislação eleitoral é muito clara. A lei 9.840 diz o que é proibido a qualquer candidato: “doar, oferecer, prometer ou entregar, ao eleitor, com fim de obter-lhe o voto, bem ou vantagem pessoal de qualquer natureza, inclusive emprego ou função pública.”

É claro que o cristão não pode ficar omisso diante do processo eleitoral. Pois, todos somos políticos, e “política tem que ser a arte de administrar a felicidade de todos”. Mas para apresentar e debater com candidatos, há outros momentos que a comunidade pode e deve criar, a critério dos agentes de pastoral, do padre e dos Conselhos de pastoral e administrativo, que juntos devem tomar as decisões.

Lembrem-se há muitos candidatos oportunistas que usam do espaço da comunidade para fazer sua campanha. Portanto, é preciso conhecer a historia do candidato, com quem ele anda o que fez e como fez. Se de fato está do lado do povo mais necessitado, que projetos ele tem, são projetos que defendem a vida. Suas propostas são de fato viáveis para se por em prática, se é coerente com o que diz, faz e vive. Com que partido está comprometido e com quem o partido faz alianças, etc.

Saibam que: Voto não tem preço, tem conseqüências.

sexta-feira, 6 de junho de 2008

"Deus habita esta cidade!" (salmo 47,9)

Padre Reinaldo Torres, Coordenador de Pastoral da Região Episcopal Brasilândia.

"Estamos vivendo as alegrias da Preparação para a Grande Celebração do Centenário de nossa Arquidiocese.

Com certeza, essa celebração será marcante em nossa vida de Igreja e ficará registrada na história, na memória e no coração de todos aqueles que lutam e trabalham para verem o Reino de Deus acontecer em nossa Arquidiocese.

Por isso, uma vez mais, quero motivar a todos para que nos unamos e com alegria participemos desta celebração.

Todos sabem que estará conosco o Núncio Apostólico no Brasil, Dom Lorenzo Baldisseri, que presidirá a Eucaristia no Estádio do Pacaembu, dia 08 de junho – às 15h00.

Os portões do Pacaembu serão abertos às 12h30. Haverá uma Apresentação Musical com vários artistas a partir das 13h00.

Foi montando pela Companhia de Engenharia de Tráfego, CET, um esquema de “bolsões” para os ônibus que virão das diversas paróquias e comunidades. Haverá orientação e sinalização nas principais vias de acesso ao Pacaembu.

Todos os Padres e Diáconos, bem como os Ministros Credenciados para ajudarem na distribuição da Eucaristia terão acesso pelo PORTÃO 23 (que fica atrás do Estádio do Pacaembu – acesso pelo Rua Capivari). O povo de Deus poderá acessar o Estádio pelos portões dianteiros e laterais.

Lembro aos Padres e Diáconos que usaremos túnica e Estola Branca. Sugerimos usem a Estola da Missa de Canonização de Frei Galvão.

Peço, encarecidamente, que nos empenhemos ao máximo, motivando nossas comunidades e todo o povo a comparecer nesse dia.

Após a missa, haverá uma carreata que conduzirá a Imagem de São Paulo Apóstolo, levando-a do Estádio do Pacaembu à Catedral da Sé, onde será recebida e entronizada solenemente.

Certo de contar com o apoio e a colaboração de todos, uno-me a todos nessa Grande Celebração.

Abraço fraterno, com as bênçãos de Deus"

domingo, 1 de junho de 2008

Arquidiocese celebra centenário em junho


O estádio do Pacaembu será palco da celebração do Centenário da Arquidiocese de São Paulo. A atividade está marcada para domingo, oito de junho, a partir das três da tarde. A abertura dos portões do estádio acontece já a uma da tarde.

As comemorações do Centenário têm o tema Arquidiocese de São Paulo, 1908-2008: 100 anos a serviço do evangelho e por lema Deus habita esta cidade.

Em missa na Catedral da Sé, no final de maio, o cardeal arcebispo de São Paulo, dom Odilo Scherer revelou a expectativa com a celebração do centenário.

A missa no Pacaembu, dia 8 de junho, às 15h, deverá ser uma grande manifestação da unidade e da vida da Igreja na cidade de São Paulo, do centro e das periferias, das comunidades paroquiais e das demais formas e expressões de comunidades eclesiais; também as pastorais, movimentos, associações, escolas, colégios e outras instituições de educação ligadas à Igreja”, avaliou o arcebispo.

Fiéis de todas as regiões episcopais da Arquidiocese devem estar presentes na celebração. Algumas paróquias da Região Brasilândia vão organizar ônibus para irem ao evento, informe-se na sua paróquia e na Cúria Regional pelo telefone 3924-0020.

Outros detalhes sobre o evento no através do www.arquidiocesedesaopaulo.org.br


ORAÇÃO DO CENTENÁRIO DA ARQUIDIOCESE DE SÃO PAULO

Senhor, nosso Deus, Pai, Filho e Espírito Santo,
Nós Vos agradecemos pela Igreja que reunistes em São Paulo
E
conduzistes com amor ao longo de sua história centenária.

Nós Vos louvamos pelos Pastores que lhe enviastes,
Pela perseverança do povo nos caminhos do Evangelho
E por todo testemunho de vida cristã.

Abençoai e iluminai nossa Arquidiocese,
Fortalecei-nos na fé, animai nossa esperança e inflamai-nos na caridade;

Tornai-nos verdadeiros discípulos e missionários de Jesus Cristo!


Que o Espírito Santo nos conduza na missão;
O Evangelho transforme nossa cidade e nos ensine a partilhar,
Com generosidade e alegria, os dons recebidos.


Enviai, Senhor, operários à Vossa messe!
Nossa Senhora da Assunção, rogai por nós!
São Paulo Apóstolo e Sant’Ana, rogai por nós!
Amém.

Ocorreu um erro neste gadget

Acessos