sexta-feira, 29 de março de 2013

CRP Brasilândia faz encaminhamentos

Por Juçara Terezinha, pela Pascom Brasilândia
(Edição: Daniel Gomes)
a
O Conselho Regional de Pastoral (CRP) da Brasilândia reuniu-se no sábado, dia 23, no centro pastoral da Paróquia Santa Rosa de Lima, no Setor Perus, para articular encaminhamentos de ações pastorais da região. O encontro foi mediado pelo padre Valdiran Ferreira dos Santos, coordenador regional de pastoral, que conduziu a mística inicial, que levou à reflexão sobre a vida dos nordestinos afetados pela atual seca e as migrações a que são forçados a fazer por conta disso.
a
Na sequência, passou-se aos relatos do andamento das atividades desenvolvidas pelos setores pastorais, especialmente por conta dos preparativos para a Semana Missionária na região e da ida de delegações para a Jornada Mundial da Juventude, em julho, no Rio de Janeiro. Em alguns setores, o cadastramento das famílias acolhedoras de peregrinos da Semana Missionária já está finalizado.
a
O ponto de destaque da reunião foi sobre o estudo do 11º Plano de Pastoral da Arquidiocese. Um resumo de quatro paginas foi lido e comentado pelos membros do conselho. O documento apresenta alguns pontos importantes que merecem uma resposta mais eficaz, como, por exemplo, ser uma Igreja que tenha iniciativas em comum e que em 2013, especificamente, esteja atenta ao Ano da Fé e à Jornada Mundial da Juventude; além de outras iniciativas que estão em plena sintonia com a proposta de evangelização, tais como uma Igreja em estado permanente de missão (que sai e proclama a fé, com forte emoção missionária); Igreja: comunidade de comunidades (reflexo da trindade, elemento constitutivo da vida cristã); Igreja de evangelização dos Jovens (comprometida com a formação das novas gerações, com destaque para o uso das mídias sociais no processo de evangelização).
a
Entre as diversas opiniões dos participantes sobre o 11º Plano, ressaltou-se que ter um plano construído coletivamente favorece a organização da vida da Igreja, bem como o diálogo, a reflexão e a tomada de decisões de maneira mais democrática. Duas pessoas foram indicadas para acompanhar um grupo formado com representantes de todas as regiões para pensar uma metodologia de implantação do 11º Plano nos setores e paróquias: Andréa Guarnieri, das CEBs regional, e Juçara Terezinha Zottis, da Pascom Brasilândia.
a
Outro ponto tratado na reunião foi a preocupação com o material para a preparação do Mutirão Bíblico, que acontecerá em setembro. A equipe regional das CEBs destacou a necessidade de fazer o trabalho de reflexão sobre o mutirão desde já.

quinta-feira, 21 de março de 2013

Bispo da Brasilândia convoca jovens ao Domingo de Ramos

Redação Pascom Brasilândia
a
No ano em que a Campanha da Fraternidade volta olhares especiais para a juventude, a Brasilândia irá reunir a juventude para a celebração regional do Domingo de Ramos, no domingo, dia 24, às 16h, na Comunidade Dom Oscar Romero (rua João Antônio de Macedo, 29, no Jardim Canaã, em Perus).
a
Em carta ao clero regional na última semana, dom Milton Kenan Júnior, bispo auxiliar da Arquidiocese de São Paulo na Brasilândia, recordou a experiência realizada no ano passado (quando cerca de 500 jovens participaram da celebração, em Pirituba) e lembrou-se do histórico da Igreja de celebrar o Domingo de Ramos com a juventude.
a 
“A iniciativa de fazer do Domingo de Ramos uma Jornada com a Juventude teve início com o Beato João Paulo 2º, que, a cada no, reunia em torno de si milhares de jovens para a celebração de Ramos, na Praça de São Pedro”, sublinhou o Bispo.
a
A decisão de celebrar com a juventude o Domingo de Ramos – comemoração da entra de Jesus em Jerusalém – no próximo dia 24, foi tomada pelo Bispo junto com os representantes das comissões paroquiais, após, segundo dom Milton, o esforço do padre Neil Crombie, vigário geral regional, e Natanael Pires, assessor do Setor Juventude na Brasilândia, para viabilizar a celebração.
a
“Faço meu convite para que os jovens venham participar desta celebração! Eu pediria a todos os padres que neste final de semana comunicassem e fizessem comunicar nas celebrações, em todas as comunidades, este convite e estimulassem os jovens a participar”, ressaltou dom Milton na carta, considerando ainda que a missa “será um momento de grande significado para os jovens da nossa região que se preparam para a Semana Missionária e a Jornada Mundial da Juventude 2013”.
a
Na carta, o Bispo disse também que será motivo de alegria celebrar com outros padres, diáconos permanentes, religiosos, religiosas e membros de outras comunidades da região que queiram participar da missa, observando que a presença de todos fortalecerá a caminhada pastoral na Região Brasilândia.

quinta-feira, 14 de março de 2013

Brasilândia elege conselheiros do laicato regional

Por Rogério da Silva, teólogo com atuação na Brasilândia
(Edição: Daniel Gomes)
a
Se juntarmos uma bela manhã de sábado com um belo lugar, onde pássaros cantam na sombra de belíssimas árvores, o que podemos ter? Leigos e leigas se organizando para dialogar com a igreja. Foi o que aconteceu no sábado, dia 9, no Convento das Irmãs Filipinas na Freguesia do Ó, onde o laicato da Região Brasilândia se reuniu para realizar uma assembleia, na qual foram escolhidos os nomes dos conselheiros e conselheiras, que ficarão provisoriamente até novembro de 2013.
a
Tudo foi muito bem preparado, cada um fez a sua parte: Deus preparou o dia, a equipe de articulação o encontro, desde a chegada com a equipe de acolhida muito sorridente, feliz e atenciosa. Após o cadastro na recepção, cada participante recebeu um pequeno papel e éramos orientados a escrever o nome e colocar na colcha de retalhos no centro do salão. Nela já estavam um crucifixo e vários documentos da Igreja.
a
A colcha com seus retalhos junto com um texto era parte da dimânica preparada pela equipe de articulação. Estavam pessoas de toda parte da Região Brasilândia, de várias pastorais, idades e pontos de vista, várias cores e formas que juntos formam um mosaico que expressa a beleza da diversidade na unidade.
a
Antes de iniciar os trabalhos de eleição, Edson Silva, presidente do CLASP, refletiu sobre o que é ser leigo, sua representatividade e importância de se organizar um conselho na região. Começando com um panorama histórico do laicato na cidade de São Paulo, ressaltou a importância da ação católica como ação direta dos leigos e das leigas e as consequências sofridas, como a perseguição pelo governo militar da década de 1960. Com a perseguição, a ação católica começa a ter um movimento intra ecclésial, que culmina com a sua extinção.
a
Na década de 1970, voltou-se a falar do laicato já na forma de conselho, porém em âmbito nacional e somente na década de 1980, se começa uma caminhada regional pensando a realidade da igreja local.
a
Edson refletiu também sobre o carisma principal do laicato, que é estar ligado à sua realidade pastoral na Igreja local e tratou da importância das três principais funções do conselho: articulação, organização e representação.
a
Dom Milton Kenan Júnior, bispo regional, também esteve presente e refletiu que a Igreja passa por um momento muito especial com a preparação do ano do laicato, lembrou a encíclica de Paulo 6 Eclesiam Suam, que fala do diálogo e ressaltou que precisamos dialogar ainda mais do que dialogamos hoje e que dialogar tem como princípio falar e escutar e que devemos retornar a falar de comunhão e participação.
a
Foram duas belas reflexões que nos balizaram para o passo seguinte, que foi a eleição dos oito conselheiros e conselheiras. Em conjunto foi decidido que os membros da equipe de articulação deveriam assumir as funções do conselho, já que há um ano vinham organizando e preparando a assembleia. 
a 
Juntaram-se a eles ainda mais dois nomes tirados dos participantes da assembleia, ficando o conselho de leigos da região Brasilândia constituído por: Dilson, Idalina, Cardoso, Cida, Marlene, Conceição, José e Lúcia, oito bravos guerreiros e guerreiras, que têm a função junto com os leigos da região Brasilândia de estabelecer a articulação, organização, representação e o diálogo, pois não somos meros objetos nem apenas plateia, mas “somos gente nova, vivendo a união, somos povo semente de nova nação, somos gente nova vivendo o amor, somos comunidade, povo do Senhor”.

quinta-feira, 7 de março de 2013

PJ Brasilândia trabalha por identidade e rearticulação

Por Daniel Gomes, pela Pascom Brasilândia
a
No próximo domingo, dia 10, das 8h às 12h, na Paróquia Nossa Senhora da Expectação (Largo da Matriz, s/n°, Freguesia do Ó, a Pastoral da Juventude (PJ) da Brasilândia realiza um seminário, com o tema “É esta a nossa hora e o tempo é pra nós”, com o propósito de refletir sobre a CF-2013 e levar o jovem a ser sinal de vida nas comunidades onde está e na construção de um outro mundo possível.  
a
A atividade será uma das primeiras formações após a posse dos novos coordenadores da PJ Brasilândia: Daiane Zito, da Paróquia Imaculado Coração de Maria, e Jairo Miranda, da Paróquia Nossa Senhora da Expectação, que assumiram a pastoral, para um período de dois anos, após assembleia realizada em novembro de 2012.
a
“Para estes dois anos, as palavras fortes do nosso planejamento são identidade e rearticulação”, disse Daiane à Pascom Brasilândia. De acordo com ela, a nova coordenação está mapeando os grupos de jovens que já existem na região e tem percebido que alguns não estão articulados com a PJ regional. Com isso, a meta é apresentar a pastoral a esses grupos.“Queremos levar nosso bem-estar, nossa mística, nossa espiritualidade para os grupos que já existem e estamos chegando aos setores e paróquias que ainda não tem grupo de jovens”, comentou.
a
Jairo Miranda destaca que a nova coordenação tem dado continuidade ao trabalho iniciado por Leandro Batista e Anderson Bueno, ex-coordenadores, que rearticularam a pastoral, “porém, estamos fazendo isso com um trabalho mais ampliado, com uma equipe de coordenação nova e a gente quer atingir os setores. Já temos mapeamento dos grupos, sobre quais têm mais identidade pastoral. Que os grupos que têm uma identidade maior levem essa proposta de evangelização que a gente tem para esses novos grupos. Neste ano com jornada mundial e campanha da fraternidade, os grupos estão nos buscando e queremos ir até eles”, explicou.
a
No contexto da CF e da JMJ, segundo Jairo, a PJ Brasilândia quer identificar as raízes dos problemas que mais afligem a juventude na periferia, tais como a violência, a falta de escolas e de espaços para lazer. “Vamos pesquisar onde estão os problemas para apontarmos soluções. Como Igreja, a gente quer levar a evangelização na fé”.
a
Daiane defende que as reflexões da CF-2013 não se restrinjam ao interior da Igreja, mas se expandam para espaços culturais e escolas, e que vão além do período da Quaresma. A coordenadora também aponta para a necessidade de uma juventude em estado permanente de missão. “Quero que a juventude seja enviada para o marginalizado, para o pobre, para aquele que necessita escutar a palavra e comer do pão, tanto espiritual quanto do físico, que seja enviada para outros lugares e não só pra dentro da Igreja, enviada para a missão de fato”.
a
As atividades da PJ Brasilândia são sempre comunicadas através do site da pastoral, já em novo layout e também pelo Facebook.

sexta-feira, 1 de março de 2013

Bispo da Brasilândia dá posse a padres no Setor Jaraguá

Texto: Renata Moraes (apuração)// Daniel Gomes (edição)
Fotos: Anderson Braz e Tomaz Lourenço
a 
Centenas de fiéis participaram, no domingo, dia 24, da missa em que o bispo regional, dom Milton Kenan Júnior, deu posse ao padre Reinaldo Torres, 50 anos, como pároco, e ao padre Alécio Ferreira da Silva, 53 anos, como vigário da Paróquia Nossa Senhora Mãe e Rainha, no Setor Jaraguá, da Região Brasilândia.
a 
Na assembleia, rostos alegres dos fiéis das dez comunidades que compõem a paróquia e expressões saudosas dos leigos das igrejas por onde os dois padres já atuaram na região.
a
No início da celebração, na porta principal, dom Milton entregou ao padre Reinaldo as chaves da paróquia, em sinal de que este terá a responsabilidade de zelar do templo e cuidar do novo rebanho que Deus lhe confiou. Após a leitura do decreto de nomeação e de provisão, já com o Bispo e os padres concelebrantes no altar, padre Reinaldo fez o juramento de obediência à Igreja e recebeu das mãos de um casal da comunidade sua casula de cor roxa. 
a 
Coube ao novo pároco realizar a proclamação do Evangelho, após a qual se seguiu a homilia proferida por dom Milton, que ressaltou que humanidade não pode estar indiferente à voz de Jesus. “Não nos fazemos surdos à Palavra do Senhor. Temos que deixar que essa Palavra transfigure a nossa vida”, apontou o Bispo, desejando ainda que o pároco e o vigário paroquial recém-empossados façam ressoar a Palavra de Deus. “A primeira tarefa do presbítero é ser anunciador da Palavra de Deus. Dediquem-se dia e noite à pregação do Evangelho”.
a 
Após a homilia, teve sequência o rito de posse, com o padre Reinaldo renovando os propósitos de sua ordenação presbiteral. Em seguida, o pároco recebeu de dom Milton as chaves do sacrário, a posse da pia batismal e uma estola roxa, como sinal do sacramento da Reconciliação.
a 
O final da missa foi marcado por agradecimentos. Jovens do Movimento Escalada, da Paróquia Nossa Senhora do Retiro, expressaram gratidão aos sete anos de trabalho do padre Reinaldo naquela igreja; e alguns membros de pastoral da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, da Vila Zatt, agradeceram ao padre Alécio em uma faixa com mensagens de carinho.
a 
Na sequência, padre Alécio disse que será um prazer trabalhar com o padre Reinaldo e este, muito emocionado, agradeceu a participação de todos na missa. “Deus guarde os amigos de ontem, Deus guarde os amigos de hoje. E que Deus seja tudo no coração de todos”, expressou. 
Ocorreu um erro neste gadget

Acessos