quinta-feira, 7 de março de 2013

PJ Brasilândia trabalha por identidade e rearticulação

Por Daniel Gomes, pela Pascom Brasilândia
a
No próximo domingo, dia 10, das 8h às 12h, na Paróquia Nossa Senhora da Expectação (Largo da Matriz, s/n°, Freguesia do Ó, a Pastoral da Juventude (PJ) da Brasilândia realiza um seminário, com o tema “É esta a nossa hora e o tempo é pra nós”, com o propósito de refletir sobre a CF-2013 e levar o jovem a ser sinal de vida nas comunidades onde está e na construção de um outro mundo possível.  
a
A atividade será uma das primeiras formações após a posse dos novos coordenadores da PJ Brasilândia: Daiane Zito, da Paróquia Imaculado Coração de Maria, e Jairo Miranda, da Paróquia Nossa Senhora da Expectação, que assumiram a pastoral, para um período de dois anos, após assembleia realizada em novembro de 2012.
a
“Para estes dois anos, as palavras fortes do nosso planejamento são identidade e rearticulação”, disse Daiane à Pascom Brasilândia. De acordo com ela, a nova coordenação está mapeando os grupos de jovens que já existem na região e tem percebido que alguns não estão articulados com a PJ regional. Com isso, a meta é apresentar a pastoral a esses grupos.“Queremos levar nosso bem-estar, nossa mística, nossa espiritualidade para os grupos que já existem e estamos chegando aos setores e paróquias que ainda não tem grupo de jovens”, comentou.
a
Jairo Miranda destaca que a nova coordenação tem dado continuidade ao trabalho iniciado por Leandro Batista e Anderson Bueno, ex-coordenadores, que rearticularam a pastoral, “porém, estamos fazendo isso com um trabalho mais ampliado, com uma equipe de coordenação nova e a gente quer atingir os setores. Já temos mapeamento dos grupos, sobre quais têm mais identidade pastoral. Que os grupos que têm uma identidade maior levem essa proposta de evangelização que a gente tem para esses novos grupos. Neste ano com jornada mundial e campanha da fraternidade, os grupos estão nos buscando e queremos ir até eles”, explicou.
a
No contexto da CF e da JMJ, segundo Jairo, a PJ Brasilândia quer identificar as raízes dos problemas que mais afligem a juventude na periferia, tais como a violência, a falta de escolas e de espaços para lazer. “Vamos pesquisar onde estão os problemas para apontarmos soluções. Como Igreja, a gente quer levar a evangelização na fé”.
a
Daiane defende que as reflexões da CF-2013 não se restrinjam ao interior da Igreja, mas se expandam para espaços culturais e escolas, e que vão além do período da Quaresma. A coordenadora também aponta para a necessidade de uma juventude em estado permanente de missão. “Quero que a juventude seja enviada para o marginalizado, para o pobre, para aquele que necessita escutar a palavra e comer do pão, tanto espiritual quanto do físico, que seja enviada para outros lugares e não só pra dentro da Igreja, enviada para a missão de fato”.
a
As atividades da PJ Brasilândia são sempre comunicadas através do site da pastoral, já em novo layout e também pelo Facebook.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Acessos