sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Mutirão bíblico reúne paróquias do Setor Perus

Por Renata Moraes, pela Pascom Brasilândia
a
Nem a chuva que caiu sobre São Paulo na tarde do domingo, 22, impediu que os fiéis das seis paróquias que formam o Setor Pastoral Perus da Região Episcopal Brasilândia realizassem seu mutirão bíblico, que se iniciou na Comunidade São João Batista, no Morro Doce.
a
O tema do encontro foi “as parábolas da misericórdia extraídas do livro de São Lucas”. A mensagem central foi o amor de Deus e sua misericórdia manifestada em gestos de compaixão e acolhida amorosa. O mutirão foi dividido em quatro atos, ao longo da caminhada, onde foram encenados pequenos teatros baseados nos textos bíblicos.
a
Em entrevista à Pascom Brasilândia, padre José Osmar Rosa, pároco da Paróquia Nossa Senhora das Graças e coordenador do Setor Perus, explicou a importância do evento. “O mutirão bíblico é o nosso encontro de comunidades e paróquias do Setor Perus, coroando o encerramento do Mês da Bíblia. É um momento muito especial de encontro e confraternização de tantas comunidades e de conscientizar a todos para a vivência bíblica”.
a
Após ser acolhido, o povo foi convidado a refletir no primeiro ato sobre as questões da pobreza e da desigualdade social vividas na periferia. Foi momento também de reivindicarem em favor das 91 famílias da Comunidade São João Batista, que estão ameaçadas de perder suas casas, devido à desapropriação do local que está situado em uma área ambiental.
a
O texto de Lucas 6, 20-26 ajudou nas reflexões sobre a prática do amor, da misericórdia, da justiça e da solidariedade que estão na essência da fé cristã.
a
Embalados por cantos, os fiéis caminharam em procissão até a Paróquia Nossa Senhora das Graças, onde foi refletido o segundo ato, que contemplou a parábola do Bom Samaritano (cf Lucas 10, 25-37), refletindo sobre a prática do acolhimento e compaixão para com o próximo.
a
Em seguida, o grupo caminhou até o local conhecido como "Terrenão" e foi ajudado pelos jovens a refletir o 3º ato, com a encenação parábola do Filho Pródigo (cf Lucas 15, 1-2.11-32), que ensinou sobre o perdão e a misericórdia de Deus.
a
No 4º e último ato, um dos mais emocionantes do mutirão, foi apresentada a passagem dos Discípulos de Emaús, em que Cristo Ressuscitado caminha com os discípulos, que apenas reconhecem Jesus no partir do pão, e, tomados de alegria, assumem a própria missão.
a
Dom Milton Kenan Júnior, bispo auxiliar da Arquidiocese na Região, esteve no mutirão. “É uma grande alegria ver todos vocês reunidos em torno da Palavra de Deus. A nossa celebração de hoje conclui-se com o episódio dos Discípulos de Emaús, que hoje somos nós, que muitas vezes caminhamos na vida desanimados e cansados e esquecemos o que o Evangelho vem nos ensinar: Jesus é o nosso companheiro, ele caminha conosco. E ao celebramos a eucaristia, ele nos ajuda a abrir os olhos e perceber sua presença, que faz arder o nosso coração com a sua Palavra e nos chama a sermos também seus discípulos e missionários", falou aos participantes o Bispo.
a
Ao fim do encontro, antes da benção final, as pessoas foram ungidas como óleo perfumado, como sinal de compromisso e envio à missão: “Vai e anuncia a boa nova".

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Ministério do padre Vladimir é lembrado em missas

Por Renata Moraes, pela Pascom Brasilândia
a
Na noite do domingo, 15, os fiéis da Região Brasilândia se reuniram na Paróquia Nossa Senhora do Carmo, na Vila Cruz das Almas, para rememorar o 7º dia de falecimento do padre Vladimir Anselmo da Silva, em missa presidida por dom Milton Kenan Júnior, bispo auxiliar da Arquidiocese na Região.
a
As paróquias em que o Padre exerceu seu ministério sacerdotal também celebraram o 7º dia: Paróquia Nossa Senhora Mãe e Rainha, no Jardim Panamericano; e Paróquia Nossa Senhora Aparecida, na Vila Souza; bem como a Paróquia Santos Apóstolos, no Jardim Maracanã, onde viveu nos últimos três meses.
a
Em sua homília, dom Milton falou sobre a pessoa do padre Vladimir. “Quando olhamos para a vida dele, vimos o grande esforço que fez em superar- se, sempre dando o melhor de si. A alegria do padre Vladimir era fazer a felicidade dos outros.” O Bispo também agradeceu a toda a Região pelas manifestações de carinho e preocupação com o Padre no período de seu desaparecimento, expressa em telefonemas, mensagens de carinho e amizade e pelas orações. “O que podemos dizer a Deus hoje é obrigado pela vida e pelo sacerdócio do padre Vladimir”.
a
O Bispo também agradeceu em especial à Paróquia Nossa Senhora do Carmo, que o acolheu nos seus últimos e mais difíceis meses de vida. “Muito obrigado pela ajuda de todos vocês, que souberam amar e acolher o padre Vladimir, que Deus recompense todo carinho e todo amor que vocês deram a ele.”
a
Ao fim da celebração, dom Milton pediu calma e paciência à comunidade, pois ainda não há um padre para assumir a Paróquia Nossa Senhora do Carmo, mas os padres Genival Lima da Silva e Eduardo Bina, atuantes na Região Belém, ajudarão aos finais de semana, até que venha um novo pároco. Provisoriamente, o padre Jaime Izidoro de Sena, da Paróquia São Judas Tadeu, a administrará.
a
A missa de corpo presente do padre Vladimir aconteceu na terça-feira, 10, também presidida por dom Milton e concelebrada pelos padres e amigos de sacerdócio. Ele foi sepultado no início da tarde do mesmo dia, no cemitério Santíssimo Sacramento, na região central de São Paulo.
a
Padre Vladimir Anselmo da Silva, 50, estava desaparecido desde 24 de agosto e foi encontrado morto na noite do sábado, 7, em uma propriedade particular próxima a Pedra do Baú, na cidade de São Bento do Sapucaí, no interior de São Paulo.
a
O Padre completaria 25 anos de ordenação sacerdotal em dezembro deste ano. Nascido em 6 de março de 1963, em Londrina (PR), foi ordenado padre em 18 de dezembro de 1988, em São Paulo. Na Região Episcopal Brasilândia, atuou nas seguintes paróquias: São José da Vila Palmeiras (a partir de 1989), Nossa Senhora Mãe de Deus (1992), Nossa Senhora Aparecida da Vila Souza (1999), Nossa Senhora Mãe e Rainha (2006) e Nossa Senhora do Carmo (2013). Foi, ainda, reitor do Seminário Maior de Filosofia Santo Cura D'ars (1996), ecônomo da Região Brasilândia (2010) capelão do Colégio Religioso Padre Moye, das Irmãs da Providência de GAP.
a
Amigos expressam saudades
a
"Para mim, padre Vladimir é um homem de Deus, que através da música, do exemplo, dos ensinamentos e do seu próprio testemunho, ajudou-nos sempre a encontrar e manter nossos pés na estrada de Jesus" – padre Reinaldo Torres, pároco da Nossa Senhora Mãe e Rainha.  
a
"Padre Vladimir era muito especial, sempre aberto ao diálogo, muito alegre e justo. Sempre disposto a ajudar e muito carinhoso com minhas duas filhas. A de oito anos ficou triste com a notícia de sua morte e disse que pediria a Deus para deixar que o padre fosse seu anjo da guarda" - Joice Cristini,  da Paróquia Nossa Senhora do Carmo.
a
"Padre Vladimir o homem do "sim". Sempre disponível para o serviço em beneficio do povo. Se agigantava para ajudar a todos. Se fez forte para fortalecer a muitos. Mas trazia ‘esse tesouro’ em vaso de argila. Quis Deus que sua fragilidade fosse exposta e todos puderam perceber que é a graça de Deus que age sempre. Bendito seja Deus pela vida dele. Bendito seja Deus que nos deu a graça de conhecê-lo. Bendito seja Deus pelos dons que lhe concedeu em sua vida mortal. Bendito seja Deus pela sua ressurreição" -Padre Carlos Ribeiro, pároco da Nossa Senhora da Expectação.
a
“Ele foi um presente de Deus enviado para nós. Um homem maravilhoso, um servo fiel, que além de anunciar a palavra de Deus, também demonstrava o amor de Deus através de atitudes, adorava ajudar as pessoas dando apoio, conselho e carinho" - Eloísa Mota, da Paróquia Nossa Senhora Mãe e Rainha.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Brasilândia despede-se do padre Vladimir Anselmo

Por Renata Moraes, pela Pascom Brasilândia
a
Na manhã da terça-feira, dia 10, a Região Brasilândia despediu-se do padre Vladimir Anselmo da Silva, em missa de corpo presente celebrada por dom Milton Kenan Júnior, bispo auxiliar da Arquidiocese na Região, na Paróquia Santos Apóstolos, e concelebrada pelos padres e amigos de sacerdócio.
a
Padre Vladimir, 50 anos, estava desaparecido há duas semanas, e foi encontrado morto na noite do último sábado, dia 7, na mata dentro de uma propriedade particular próxima a Pedra do Baú, na cidade de São Bento do Sapucaí, no interior de São Paulo.
a
A igreja estava lotada. Leigos, amigos, familiares, religiosos e religiosas e todo o clero estavam reunidos para dar adeus ao amigo e irmão Padre, que por onde passou, fez amigos e deixou saudades.
a

“O Padre Vladimir foi um presente de Deus enviado para nós. No período que convivemos com ele em nossa Paróquia Mãe e Rainha, podemos perceber um homem maravilhoso, um servo fiel de Deus, que além de anunciar as palavras de Deus, também demonstrava o amor de Deus através de atitudes, adorava ajudar as pessoas dando apoio, conselho e carinho. Ele tinha as palavras certas para as horas certas”, disse Eloísa Mota, da Paróquia Nossa Senhora Mãe e Rainha.
a
Em sua homília, dom Milton confortou a todos e relembrou do cuidado e carinho que padre Anselmo tinha com seus paroquianos. “Nosso irmão, padre Vladimir, agora está na glória de Deus. Quantas vezes esse nosso irmão levou consolo e esperança àqueles que perderam seus entes queridos. Certamente, nos damos conta o quanto ele nos fará falta, não só para nós, mas para sua família e toda a nossa Igreja. Mas sabemos que neste mundo somos peregrinos e teremos que passar pela morte, um mistério que nos custa a entender”.
a
O bispo alentou a todos os presentes: “Hoje nós não lhe damos um adeus, mas sim um até breve, na certeza que um dia nos encontraremos na glória de Deus”.
a
Ao final da celebração, dom Milton, juntamente com padres, conduziu a oração das exéquias e a encomendação do corpo. Em seguida, o cortejo fúnebre seguiu até o Cemitério Santíssimo Sacramento, na Avenida Doutor Arnaldo, onde padre Vladimir foi sepultado por volta das 12 horas.
a
 O Padre completaria 25 anos de ordenação sacerdotal em dezembro deste ano. Nascido em 6 de março de 1963, em Londrina (PR), foi ordenado padre em 18 de dezembro de 1988, em São Paulo. Na Região Episcopal Brasilândia, atuou nas seguintes paróquias: São José - Vila Palmeiras (1989), Nossa Senhora Mãe de Deus (1992), Nossa Senhora Aparecida - Vila Souza (1999), Nossa Senhora Mãe e Rainha (2006) e Nossa Senhora do Carmo (2013). Atuou, ainda, como reitor do Seminário Maior de Filosofia "Santo Cura D'ars (1996), como ecônomo da Região Episcopal Brasilândia (2010) e como capelão do Colégio Religioso Padre Moye, das Irmãs da Providência de GAP.
a
A missa de 7º dia será celebrada nas diversas paróquias em que ele passou. Na Paróquia Nossa Senhora Mãe e Rainha (Avenida Pinheirinho D´Água, 435, no Parque Panamericano), será no sábado, dia 14, às 19h; e na Paróquia Santos Apóstolos (Avenida Itaberaba, 3.907, Jardim Maracanã), no domingo, dia 15, às 18h.

Foto: Juçara Terezinha Zottis

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Setor Jaraguá reúne paróquias no Mutirão Bíblico

Por Renata Moraes, pela Pascom Brasilândia
a
“Alegrai-vos comigo. Encontrei o que havia perdido!” (cf Lc 15). À luz do tema extraído do texto do Evangelho de Lucas, fiéis das paróquias pertencentes ao Setor Jaraguá, assim como o fizeram leigos, religiosos e padres de outros setores pastorais, celebraram juntos o Mutirão Bíblico, na tarde do domingo, dia 1º, na Área Pastoral Santo Antônio (antigo CJ), no Parque Taipas.
a
Motivado pelo padre Reinaldo Torres, o Mutirão começou com uma reflexão sobre o estudo do mês de setembro dedicado ao Evangelho de Lucas. “É uma proposta da Igreja para aprofundarmos os ensinamentos de Jesus e um convite para colocarmos em prática sua experiência de fé e de vida”, destacou.
a
Em seguida, um jovem de cada paróquia do Setor representou o evangelista São Lucas. O primeiro Lucas, interpretado por um jovem da Área Pastoral Parque Taipas, ajudou o povo a refletir sobre o sentido da alegria na caminhada da Igreja.
a
Na sequência, foi entronizada a Bíblia, pela juventude do Parque Taipas. Os fiéis da Paróquia Nossa Senhora da Paz ajudaram a refletir sobre a presença de Maria, e um jovem representando Lucas bradou: “Maria, uma mulher que partilha as dores e as alegrias do seu povo”. Após essa reflexão, houve a encenação da visita de Maria a sua prima Isabel e a visita do Anjo Gabriel.
a
A presença do Espírito Santo foi relatada pelo jovem Lucas da Paróquia Nossa Senhora da Conceição. Lendo a passagem de Lucas, sobre a presença do Espírito Santo. “E Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto.”
a
Em seguida, a juventude da Paróquia Nossa Senhora das Dores ajudou a refletir sobre a ação salvífica de Jesus e a preferência pelos pobres para receber e anunciar os sinais da salvação de Deus. Já os jovens da Paróquia Cristo Libertador refletiram sobre a vivência da prática do amor e da justiça por meio da conversão que Jesus pediu e São Lucas relatou em seu Evangelho.
a
A misericórdia de Deus como sinal de serviço ao próximo foi refletido pelo jovem Lucas da Paróquia Nossa Senhora Mãe e Rainha. Por fim, com o tema da experiência com o Cristo Ressuscitado, na passagem bíblica dos discípulos de Emaús, foi apresentado pelos jovens da São Luis Maria Grignion de Montfort.
a
Em entrevista, padre Reinaldo, pároco da Nossa Senhora Mãe e Rainha, destacou a importância do Mutirão no Setor. “É um momento forte na vida das comunidades e paróquias, das pastorais e movimentos. Por meio do estudo bíblico, fortalecemos nossa caminhada de vida e de fé”.
a
O Padre comentou também como foi feita a preparação do evento. “Refletimos o caminho proposto por Jesus a partir do Evangelho de Lucas, aprofundando o tema ‘Alegrai-vos comigo. Encontrei o que havia perdido!’ (cf Lc 15). A partir dessa consciência e aproveitando o clima da JMJ, chamamos os jovens para nos ajudar nas apresentações. De forma simples, descontraída e atualizada, exploramos o caminho da comunidade, a presença de Maria, a unção de Jesus, sua a ação salvífica, o sentido da conversão, a misericórdia como serviço ao próximo e o encontro com o Ressuscitado”. 
a
Ao fim do momento celebrativo, os padres do setor Jaraguá abençoaram as bíblias que foram doadas pelas paróquias para ser sorteadas entre as comunidades do Setor.
Ocorreu um erro neste gadget

Acessos