sexta-feira, 24 de junho de 2011

Licença ambiental do Rodoanel pode sair na terça

Daniel Gomes, pela Pascom Brasilândia


O licenciamento ambiental para a construção do trecho norte do Rodoanel pode ser obtido pela Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) na terça-feira, 28 de junho, quando o Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema), decidirá pela aprovação ou não do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) / Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) referente ao traçado proposto.

A reunião que acontece às 9h na Secretaria Estadual de Meio Ambiente - localizada na Avenida Professor Frederico Hermann Júnior, 345, sala de reuniões do conselho, prédio 6 – poderá viabilizar a emissão da licença prévia para o início da obra. O que se seguirá depois é um provável cenário de tristeza: 2.700 casas desapropriadas, cerca de 20 mil famílias afetadas indiretamente pela via e considerável degradação ambiental, já que 48% do traçado originalmente proposto pela Dersa será feito sobre área de cobertura vegetal.

Informações de bastidores dão conta que a proposta original do trecho norte do Rodoanel não será alterada: um caminho único, com quase 43 quilômetros, sem saídas ao longo do trajeto, partindo da Avenida Raimundo Pereira de Magalhães até a Rodovia Fernão Dias.

Em audiência pública, realizada na Paróquia Santos Apóstolos, na terça-feira, 21 de junho, representantes da Dersa garantiram que as reivindicações expressas nas audiências públicas serão levadas em consideração. Se a palavra da Dersa é de fato verdade, a resposta talvez venha terça, mas foi no mínimo misterioso o fato de a empresa não apresentar nessa mesma audiência detalhes do traçado a ser aprovado, segundo informações da jornalista Karla Maria, repórter do jornal O SÃO PAULO.

A questão que se coloca é a seguinte: o que faremos (nós, Região Brasilândia), se o traçado aprovado for o mesmo tão combatido nas audiências públicas que a Dersa não compareceu? E os deputados e vereadores que compareceram nessas mesmas audiências, o que farão?

Ainda há diálogo com a presidência da República para que a verba para o Rodoanel não venha para São Paulo? O governador do Estado receberá as lideranças da Igreja e dos movimentos sociais para dialogar? E como ficam os moradores do Jardim Pery e de Taipas, por exemplo, que já tiveram casas demarcadas para desapropriação antes mesmo do licenciamento ambiental? Os governantes olharão para eles, e estenderão aquelas faixas que vemos nos campos de futebol “Eu já sabia!?”. As audiências públicas não podem ter sido por brincadeira...

A decisão da reunião de terça-feira é incerteza, mas a região não pode ter duvidas: é preciso resistir e insistir. Há outras opções ao Rodoanel. As comunidades não merecem serem fracionadas em nome do aumento do tráfego de veículos e da capitalização política gerada por mais uma “grande via” de São Paulo.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Pascombras avalia comunicação regional

Daniel Gomes, pela Pascom Brasilândia
No sábado, dia 11 na Paróquia Nossa Senhora das Dores, Setor Pereira Barreto, aconteceu a reunião itinerante mensal da Pastoral da Comunicação da Região Brasilândia (Pascombras).

À luz da temática da mensagem do papa Bento 16 para o Dia das Comunicações Sociais “Verdade, anúncio de vida, na era digital”, houve um balanço sobre as celebrações feitas nas bases em 5 de junho, e sobre a realidade da comunicação digital da região.

“Depois que surgiram os meios de comunicação da Brasilândia, o povo perdeu o medo de se comunicar, de falar com autenticidade sobre a Igreja”, opinou Cosme Laurentina, coordenadora do Conselho Paroquial de Pastoral da Paróquia Nossa Senhora das Dores.

Os agentes da Pascombras presentes à reunião, Daniel Gomes e Anderson Braz, informaram que no início de maio o blog da Pascom Brasilândia atingiu 10 mil acessos e fizeram referência aos blogs paroquiais que estão sempre atualizados como os das paróquias São José Operário e Santa Terezinha, do Setor Cântaros, e Santa Cruz de Itaberaba, do Setor Freguesia do Ó.

Daniel e Anderson também mencionaram a proposta de que se faça, a partir da última sema de junho, reportagens sobre a realidade e os desafios dos setores pastorais, a ser publicada no blog e também no jornal O SÃO PAULO. O material jornalístico poderá servir de subsídio para as reflexões da Assembleia Regional em 10 de setembro.

Para finalizar, houve o informe de que as paróquias Nossa Senhora das Dores, Nossa Senhora da Paz e Nossa Senhora da Conceição solicitaram cursos para entender a dinâmica de atuação da Pascom nas paróquias e comunidades.

A próxima reunião itinerante da Pascombras será em 16 de jullho, às 9h, na Paróquia São Judas Tadeu, localizada na Rua João Alves Pimenta, 152, na Vila Mirian. Outras informações pelo e-mail pascombras@gmail.com

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Brasilândia debate trecho norte do Rodoanel

Por Juçara Terezinha, pela Pascom Brasilândia

Na quinta feira, dia 2, na sede das comunidades da Área Pastoral Santo Antônio, Taipas, aconteceu um encontro com a presença de lideranças, padres, advogados, engenheiros e o bispo regional, dom Milton Kenan Junior, com o objetivo de conhecer melhor os detalhes do traçado do trecho norte do Rodoanel.

Diversas preocupações foram apontadas durante a reunião, entre as quais sobre o traçado por onde se pretende construir a via. A Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S.A) não apresentou nenhuma proposta concreta de indenização das casas das famílias que serão removidas comentou uma moradora do Jardim Paraná.

Na opinião do padre Rogério Valadares da Silva, vigário paroquial da área pastoral Santo Antônio, a reunião foi muito importante porque desencadeou encaminhamentos. “Dentre eles, destaco a proposta de articular as lideranças, as igrejas, as ONGs, os movimentos sociais e ambientalistas com o intuito de fortalecer as iniciativas já em curso”, comentou.

Dom Milton enfatizou a necessidade de conscientizar as comunidades que serão atingidas diretamente pelo Rodoanel, e também chamou atenção que esta luta deve ser todos da região. “Temos o compromisso de ajudar as comunidades a assumir o papel de protagonistas nesta luta em defesa da dignidade da justiça social. Sei que a Igreja da Brasilandia sempre teve uma atuação profética diante de situações como esta. Desta vez não será diferente. Vamos articular as forças vivas da região, juntar forças com outros grupos que estão há mais tempo nesta empreitada”.

Alguns aspectos foram ressaltados com muita veemência pelos participantes da reunião, visando a continuidade da luta em defesa das famílias atingidas diretamente pelo projeto. Trata-se de pessoas que serão desalojadas e não sabem para onde irão. As famílias não sabem qual será a indenização que irão receber. Não há uma proposta por parte do poder publico para esta questão.

Diante de tantas questões apontadas, uma comissão foi organizada para planejar as próximas atividades. Uma equipe vai preparar um estudo sobre os impactos sociais e ambientais que o atual traçado ira impor sobre a região.

Alem do trabalho de articulação das comunidades, das forças vivas da região, ficou acordado a necessidade de marcar uma audiência urgentemente com o governador Geraldo Alckmin. O articulador desta audiência ficou acertado que será dom Milton. A comissão será composta por padres, lideranças das paróquias que terão suas comunidades atingidas, além de bispos e representantes de ONGs ambientais.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Brasilândia: na era digital e pelo anúncio de vida

Por Daniel Gomes, pela Pascom Brasilândia

A Igreja celebra no domingo, 05 de junho, na festa da Ascensão do Senhor, o 45° Dia Mundial das Comunicações Sociais. Este ano, a data é motivada pelo papa Bento 16, com as reflexões da mensagem “Verdade, anúncio de vida, na era digital”, direcionada a todos os cristãos católicos que se fazem online no mundo digital.

Na mensagem, Bento 16 mostra convicção de que as novas tecnologias pela web causaram uma ampla transformação cultural e não apenas uma mudança na forma de se comunicar e que nesse novo contexto, “as novas tecnologias da comunicação pedem para ser postas ao serviço do bem integral da pessoa e da humanidade inteira. Usadas sabiamente, podem contribuir para satisfazer o desejo de sentido, de verdade e unidade que permanece a aspiração mais profunda do ser humano”, reflete o papa.

Persistentes e aceitando novos desafios, os agentes da pastoral da comunicação (Pascom) atuantes em comunidades, paróquias e setores da Região Brasilândia têm feito sua parte no anúncio de vida e no caminho da verdade na era digital, mesmo que para isso precisem driblar, em alguns casos e locais, a falta de computadores e a lenta conexão de internet na periferia: sim, ainda há paróquia sem computador e a internet banda larga é um projeto distante nos extremos periféricos da Brasilândia.

Só que “esse povo da comunicação da Brasilândia” – referência que se faz aos agentes de Pascom de região em encontros arquidiocesanos, regionais e nacionais - não vive de lamentações, mas se motiva por desafios: exemplo concreto é a proliferação de blogs de paróquias, movimentos e pastorais, que a Pascombras tem acompanhado, e por vezes, assessorado, desde 2008.

Mais interessante ainda é verificar como algumas práticas estão em sintonia com o que propõe o papa na mensagem deste ano. Bento 16, por exemplo, alerta, especialmente aos jovens, que ao estarem presente nos espaços virtuais da web, evitem refugiar-se numa espécie de mundo paralelo e mantenham-se autênticos, fiéis a si mesmo, sem se iludir com um perfil público.

Pois bem, eis que este ano, os jovens da Paróquia Nossa Senhora Mãe e Rainha, no Setor Jaraguá, lançam um blog (http://crisma2010mr.wordpress.com/) onde partilham textos sobre a juventude e postam debates e experiências travadas ao longo do encontro, ou seja, levaram a experiência da fé presencial ao mundo virtual.

Resta dúvida de que estão alinhados com a proposta da Igreja e em sintonia com o que propõe Bento 16?. “As novas tecnologias permitem que as pessoas se encontrem para além dos confins do espaço e das próprias culturas, inaugurando deste modo um novo mundo de potenciais amizades... [mas] é importante nunca esquecer que o contato virtual não pode, nem deve substituir o contato humano direto com as pessoas, em todos os níveis da nossa vida”, aponta o papa.

Na mensagem para o 45° Dia Mundial das Comunicações Sociais, Bento 16 fala que a transmissão de informações ganha impacto se difundida também pelas redes sociais digitais, fazendo com que a comunicação cristã se torne partilha. Orkut, Facebook e Twitter de paróquias e mesmo dos agentes de pastoral e movimentos já são uma realidade na Brasilândia e essa rede de relacionamento segue em expansão por aqui.

Diante disso, estamos no caminho certo e não precisamos de aprimoramentos? Negativo. Os agentes da Pascom na Brasilândia têm se esforçado para inserir conteúdos relacionados à Igreja na região pelas mídias sociais. Mas só isso não basta, como alerta o papa Bento 16.

“Comunicar o Evangelho através dos novos mídia significa não só inserir conteúdos declaradamente religiosos nas plataformas dos diversos meios, mas também testemunhar com coerência, no próprio perfil digital e no modo de comunicar, escolhas, preferências, juízos que sejam profundamente coerentes com o Evangelho, mesmo quando não se fala explicitamente dele”.

Eis o desafio para cada um de nós - agentes da Pascom e cristãos católicos na web: ser coerente. De nada adianta postar conteúdos religiosos em um blog ou site da paróquia, pastoral e movimento, e cinco minutos depois ir contra os dogmas da Igreja no Twitter, Facebook ou Orkut pessoal. É um desafio, claro, pois às vezes temos opiniões discordantes da Igreja, mas quem fala em nome dela precisa sempre ser cuidadoso com as palavras no mundo digital.
Ocorreu um erro neste gadget

Acessos