sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Os desafios da Pascom em 2009

por Daniel Gomes – jornalista, moderador do blog da Pascom

A Pastoral da Comunicação da Região Episcopal Brasilândia superou desafios e deu passos importantes neste ano de 2008. Fomos às comunidades, criamos novos canais de comunicação com os cristãos e tentamos implementar uma rede informativa sobre os acontecimentos dos grupos sociais e das atividades da igreja na Região.

Mesmo com uma severa limitação de recursos e de equipe, não atuamos em mais de sete pessoas, conseguimos conduzir, até meados de maio, um programa na rádio na 9 de Julho, mandamos notícias semanais para o jornal O São Paulo, criamos e atualizamos o blog da Pascom, mantivemos algumas formações nas comunidades e garantimos nossa representação em encontros regionais de comunicação.

Particularmente, acredito que nosso principal desafio em 2009 será aumentar o número de pessoas na pastoral. Temos muitos projetos em mente, mas a carência de agentes limita nossas ações. Outra tarefa será fazer que as comunidades acreditem que podem ser notícia: por muitas vezes, passamos semanas sem receber informações sobre festas e atividades nas paróquias. Tinhamos os canais para divulgar os fatos, mas a notícia não surgia por falta de matéria prima: Quem? O que? Onde? Porque? Quando?

Em 2009 contamos com o apoio de todas as paróquias e comunidades para potencializarmos essa rede de informações sobre a Igreja Católica na Região Episcopal Brasilândia. Em nome de toda a equipe da Pascom, agradeço àqueles que nos enviaram notícias e fotos, ou colaboraram de alguma maneira com nosso trabalho pastoral. Feliz Natal e um 2009 com excelentes oportunidades para comunicar.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

O mágico orçamento de São Paulo em 2009

Após “ouvir” as entidades da sociedade civil em audiências públicas que definiram o projeto orçamentário da cidade para 2009, a Comissão de Finanças do Orçamento de São Paulo decidiu reduzir em 7,5%, o dinheiro disponível para a cidade no próximo ano. A proposta original contemplava R$ 29,4 bilhões. Agora serão R$ 27,2 bilhões.

O mágico orçamento de São Paulo deverá ser suficiente para os gastos de mais de R$ 20 bilhões de reais com funcionalismo público, aposentadorias, pensões e limpeza urbana. Esses valores são praticamente fixos, assim como os 31% do orçamento a serem destinados à educação e os 15% à saúde, estes últimos, exigências constitucionais. Do total aprovado, 15% poderá ser remanejado conforme as necessidades administrativas.

A cidade vive no espaço do real e não nos arranjos dos números. A realidade de 2009 será de gastos para cobrir problemas circunstanciais e ausência de investimentos em infra-estrutura na área de transportes, saneamento básico, habitação e obras viárias.

Em síntese: a passagem de ônibus pode até não aumentar, mas a lotação nos coletivos não muda; os congestionamentos das ruas continuarão nos noticiários e uma reforma dos espaços urbanos ainda será uma utopia. Não há mágicas, mesmo com a prefeitura acreditando em um aumento de 14% na arrecadação para o próximo ano.

A conta não fecha, e os problemas persistem.

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Igreja reflete Comunicação e Dignidade Humana.

Araras, interior paulista. Reunidos na Casa de Retiro Emaús, 70 pessoas ligadas a Pascom no estado de São Paulo refletiram o papel da Comunicação para construir dignidade humana. Durante três dias, entre 21 e 23 de novembro, os representantes das oito sub-regiões do estado escutaram especialistas e lideranças, partilharam idéias e refletiram sobre a própria atuação como comunicadores cristãos.

Dois momentos foram especiais no 14º Encontro Regional de Comunicação: a palestra ministrada pelo teólogo Fernando Altemeyer Júnior e a partilha das experiências de comunicação existentes nas Sub-regiões.

Na palestra, Fernando Altemeyer Júnior foi enfático: comunicação é dignidade humana. E para comunicar respeitando a dignidade que há no outro, o comunicador católico deve contemplar o próximo, perceber seus anseios e angústias, não torná-lo invisível, mas elemento ativo no processo de comunicação. Por isso, para o teólogo, a grande missão da Pascom é valorizar tudo que cria dignidade humana, dar voz a todos aqueles que valorizam a vida e estar atenta à realidade que cerca as comunidades, deixando de noticiar apenas os acontecimentos da Igreja.

Os apontamentos da palestra serviram de base para a partilha de experiências das sub-regiões. Representantes das Regiões Episcopais Brasilândia, Lapa, Belém e Sé apontaram os desafios e conquistas da Pascom na Arquidiocese de São Paulo. Como avaliação positiva, constatou-se que a Pascom faz dos meios de comunicação para construir dignidade humana. Porém, os presentes avaliaram que ainda há muito a ser melhorado, especialmente no que se refere às formações para os leigos: há cursos de comunicação, mas estes não contemplam todas as comunidades, pois são fornecidos apenas em alguns lugares e não levados até os locais onde atuam os leigos.

domingo, 23 de novembro de 2008

14º Encontro Regional de Comunicação

Representantes da Pascom das oito sub-regiões do Regional Sul 1 (São Paulo) participaram do 14º Encontro Regional de Comunicação, realizado na cidade paulista de Araras no último fim de semana. No total, 70 pessoas estiveram no evento.
O tema tratado nesta edição foi "Comunicação e Dignidade Humana". As discussões a cerca do tema foram conduzidas a partir dos apontamentos feitos pelo teólogo Fernando Altemeyer, que resumiu o propósito do encontro com um jogo de palavras: "Comunicação é Dignidade Humana".
A palestra do teólogo foi proferida no sábado pela manhã. No mesmo dia, na parte da tarde, os participantes reuniram-se em suas sub-regiões para apresentar o andamento dos trabalhos e apontar soluções para o problemas detectados em cada diocese. A sintese das reflexões obtidas foi exposta para os demais presentes na manhã do domingo (23).
A Região Brasilândia esteve representada no encontro por quatro integrantes da Pascom Regional: pe. Cilto José Rosembach, Juçara Zottis, Daniel Gomes e José Agripino. Membros da Pascom das regiões episcopais Lapa, Belém e Sé também compareceram ao Encontro.
Na próxima semana, mais detalhes sobre o evento.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Brasilândia visita assentamento em Promissão (SP)

Lideranças de movimentos sociais, comunidades eclesiais de base e educadores populares da Região Brasilândia visitaram, nos dias dois e três de novembro, o “Assentamento de Promissão”, na cidade de mesmo nome, na região noroeste do estado de São Paulo. No local habitam mais de duas mil famílias.

Os visitantes foram acolhidos na comunidade padre Josino Tavares, localizada na Agrovila Campinas. Lá conheceram a história do “Grupo de Campinas”, famílias que saíram da periferia da cidade de Campinas na década de 1980 e construíram os primeiros assentamentos em Promissão.

Durante a visita, a delegação da Brasilândia participou da festa de 21 anos do assentamento. Café da manhã e almoço comunitário, danças e comidas típicas, bingo solidário e uma visita às águas limpas do rio Tietê marcaram o roteiro de viagem.

Houve dois importantes momentos de celebração religiosa: no sábado, a missa de batizado das crianças do Assentamento; e no domingo, missa solene de comemoração dos 21 anos do local, seguida de procissão até a igreja da comunidade padre Josino Tavares. Na oportunidade também se realizou a crisma de 20 jovens nascidos no assentamento.

sábado, 8 de novembro de 2008

10º Plano Pastoral enfoca a ação missionária

Membros das Comissões de Pastorais e assessores das comissões de estudos e encaminhamentos da Região Episcopal Brasilândia conheceram no sábado, 1º de novembro, o 10º Plano de Pastoral da Arquidiocese. A apresentação foi feita na paróquia Santa Cruz da Itaberaba, pelo monsenhor Tarcísio Loro, secretario executivo do Secretariado Arquidiocesano de Pastoral.

O monsenhor destacou que o plano contempla diversas instâncias pastorais e tem por objetivo fortalecer a ação missionária da igreja, como uma retomada da prática de Jesus. O plano tem como alicerce o documento do Vaticano II “Evangeluium Nunciandi”, carta que fala da missão cristã. Segundo o religioso, essa dimensão missionária já tem sido praticada pelo Regional Sul 1 e por toda a CNBB.

Para monsenhor Tarcísio Loro, o plano não pretende engessar a criatividade missionária, mas levar as comunidades e os católicos a avaliar as ações missionárias que realizam. “Todos são convocados pelo batismo a ser missionários. Missionário é aquele que se desloca, vai ao encontro do outro; ou a Igreja é missionária ou não é de Jesus Cristo”, enfatizou o secretário executivo do Secretariado Arquidiocesano Pastoral.

Apresentação gera questionamentos
Na apresentação do 10º Plano de Pastoral da Arquidiocese, os participantes tiveram pouco espaço para fazer perguntas ao monsenhor Tarcísio Loro. Segundo o assessor da Comissão das Pastorais Sociais, pe.Cilto José Rosembach, a exposição do plano “deixa no ar” alguns questionamentos:

*Como sair em missão se não se conhece o outro a quem se dever ir?
*Como fica a liturgia inculturada?
*Questões como saúde, educação, organização popular, pastorais sociais, drogas, violência, cadeia, não são enfatizadas pelo plano?
*Quais as questões que perpassam todas as pastorais?
*Quais são as múltiplas faces da Igreja de São Paulo?
*É o momento de se pensar uma nova eclesiogênese?
*Parece que o plano é contraditório, de um lado motiva para a missão, mas na hora da ação sugere serviços que fortalecem a pastoral da manutenção?

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Os desafios do reeleito na Região Brasilândia

Gilberto Kassab (DEM) continuará a frente da prefeitura paulistana até 2012. A decisão foi expressa nas urnas por 3,79 milhões de eleitores que votaram no atual prefeito, o equivalente a 60,72% dos votos válidos.

O Blog da Pascom aproveita o final das eleições para lembrar, que a Região Brasilândia tem um documento com os indicativos de problemas e propostas de soluções que foi apresentado aos candidatos a prefeito, em 17 de agosto em um evento. Gilberto Kassab não foi ao encontro, não assinou o documento, mas na condição de atual prefeito terá de responder pelas demandas regionais.

Além dos problemas em cada bairro como o lixão em Perus/Anhanguera e o congestionamento constante na avenida Deputado Cantídio Sampaio, a população local poderá cobrar do prefeito, até 2012, a construção do hospital da Brasilândia, o término da ponte do Jaraguá e o começo das obras do metrô Freguesia do Ó.

Essas serão cobranças pontuais. Gilberto Kassab e aqueles que o apoiarem na nova gestão devem no mínimo conhecer o teor das reivindicações de nossa região nas áreas de saúde, habitação, educação, cultura, direitos humanos, assistência social, políticas para a juventude, meio ambiente, segurança pública, transporte e comunicação alternativa popular.

Cabe ao executivo ter ciência de tais propostas e é dever dos mais de 1,25 milhões de habitantes da Brasilândia, cobrarem da gestão que continuará até 2012.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Padres abordam o problema do lixo

O projeto de instalar um novo aterro sanitário em Perus foi tema de reflexão do encontro dos padres da Região Episcopal Brasilândia, que aconteceu no último dia 16 na Igreja Nossa Senhora da Expectação, Freguesia do Ó. As reflexões foram conduzidas pelo secretário da Defensoria das Águas, Leonardo Aguiar Morelli.

Segundo Leonardo Morelli, é possível reciclar 96% de todo o lixo produzido. No Brasil 65% do lixo é orgânico, podendo ser reutilizado pela própria natureza, e 35% é reciclável. Em resumo, apenas 4% de todos os resíduos produzidos não podem ser reaproveitados, embora ainda sirvam para recuperação energética.

Essa constatação indica a falta de políticas públicas para uma gestão sustentável do lixo. Os aterros sanitários, nome “técnico” dos lixões, são inviáveis e só geram desperdício de verba, agressão à natureza e má qualidade de vida. No aterro Bandeirante, em Perus, há vazamento de chumbo, uma substância cancerígena.

Segundo Morelli, a prefeitura procura desesperadamente dois locais para instalar novos lixões: tentou na Zona Leste, tem tentado ampliar o aterro Bandeirante e pode fazer outras investidas na Serra da Cantareira. Atualmente, apenas 1% do lixo produzido na cidade é reciclado.

Para o secretário da Defensoria das Águas, se cada distrito da cidade possuísse uma usina de compostagem e existisse um programa de coleta seletiva e separação de lixo, seria possível solucionar 65% do problema, e esse percentual seria ainda maior se as organizações sociais fizessem parte desse projeto de reciclagem. Das 16 mil toneladas geradas por dia, apenas 1.600 iriam para o aterro.

Um dos encaminhamentos definidos no encontro é a realização de um seminário sobre o lixo, com a participação de especialistas, representantes do poder público e organizações sociais. Entre as propostas está englobar o assunto na Campanha da Fraternidade de 2009, que terá como tema a Segurança Pública.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Cristãos e o Dia Mundial das Missões

No domingo, 19 de outubro, a igreja católica celebra o Dia Mundial das Missões 2008. Durante as missas e celebrações, os cristãos estão convidados a colaborar com a coleta, que será destinada às atividades missionárias em todo mundo.

As missões católicas atuam em diversas dioceses, seminários, regiões destruídas por guerras, além de países e cidades fechadas à evangelização. Mais de mil dioceses missionárias receberão essa assistência financeira, a partir da coleta, a ser realizada.

Apesar de a igreja instituir obras missionárias desde o princípio de sua história, oficialmente o dia das missões passou a ser celebrado em 1926, sempre no penúltimo domingo de outubro, mês que passou a ser considerado como o “mês missionário”.

Em maio deste ano, o Papa Bento XVI, durante a leitura da mensagem para o Dia das Missões 2008, destacou a importância missionária de cada cristão. “O mandato missionário continua a constituir uma prioridade absoluta para todos os batizados, chamados a serem ‘ servos e apóstolos de Jesus Cristo´ neste início de milênio”.

Confira a mensagem do Papa para o Dia das Missões 2008.

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

A padroeira do Brasil

No domingo, 12 de outubro, celebramos o dia de Nossa Senhora Aparecida, uma santa que de tão venerada pelos brasileiros já foi tema até de livros e canções.

A história da imagem é enigmática. No limpo rio Paraíba do Sul, no ano de 1717, os pescadores Domingos Garcia, Felipe Pedroso e João Alves pescaram a imagem que seria de Nossa Senhora da Conceição, sem a parte da cabeça.

Lançaram as redes novamente e recolheram a cabeça da imagem. Porém a cor estava enegrecida, diferente o tom branco tradicional da imagem de Nossa Senhora da Conceição. Após terem pescado a cabeça da Santa, o barco encheu-se de peixes.

Durante 15 anos, o pescador Felipe Pedroso permaneceu com a imagem em sua casa, até que em 1735 o vigário de Guaratinguetá fez uma capela para abrigar a imagem da Santa no alto do Morro dos Coqueiros. Como a devoção a Nossa Senhora Aparecida ficou maior a cada ano, em 1834 teve início a construção da Basílica Velha. Em 1929, Nossa Senhora Aparecida é proclamada a padroeira do Brasil pelo papa Pio XII.

O crescimento de fiéis levou a construção da nova basílica em 1955. Como a fé do brasileiro em Nossa Senhora Aparecida é sempre grande, é melhor já começarem a preparar cimentos e tijolos para uma nova capela.

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

O primeiro e mais importante dos passos

(por Daniel Gomes, jornalista e colaborador da Pascom)

A partir das oito da manhã do domingo, 5 de outubro, 130 milhões de eleitores começam a decidir os caminhos das políticas públicas de cada uma das mais de 5 mil cidades brasileiras. No estado de São Paulo poderá haver segundo turno em 21 cidades, nas quais a quantidade de eleitores e a diferença de votos entre os dois primeiros colocados permitem essa possibilidade.

A votação de domingo é o primeiro dos mais importantes passos que nós, sociedade civil, devemos dar na busca de uma verdadeira democracia. Digitar o número do candidato e deixar que apenas os eleitos decidam os destinos da cidade é um erro.

Prefeitos e vereadores nos representam e devem trabalhar em prol das necessidades sociais, apontadas por diversos indicadores técnicos, mas principalmente, visíveis no brasileiro, esse cidadão que só é lembrado pela maioria dos gestores públicos no período mágico das eleições.

A Pascom Brasilândia, por meio deste blog e de outros canais de comunicação, buscou alertar os eleitores sobre a importância do voto consciente para evitar desgostos posteriores. Demos o primeiro passo de nossa colaboração. O próximo será dado por todos os brasileiros: primeiro nas urnas e depois na participação diária para eleger as prioridades de ação dos nossos escolhidos.

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

A Area indígena Guarani

(por Cilto José Rosembach – padre, jornalista e assessor da Pascom)

Tudo parecia perdido, mas nem tudo. Convidados estavam os candidatos a prefeitura de São Paulo para um encontro no dia 10 de setembro/08, às 14hs, na área indígena no Jaraguá, ou seus representantes, mas nenhum partido enviou representantes.

Porém, estiveram presentes as lideranças das pastorais sociais; os agentes do Cimi, da pastoral indígena da Arquidiocese de São Paulo; representantes da Escola Santa Cruz de Pinheiros; Daniel Francis da Fé política; alguns alunos e professores, que visitam a área como forma de aprender a cultura indígena; a Agente de pastoral da região Ir. Carolina Moretz, MM; Camila Matoso, do Núcleo Trabalhos comunitários NTC da PUC-SP; dom Simão, Bispo da Região Episcopal Brasilândia; Juçara Zottis, da Pastoral da comunicação da Região Brasilândia; entre outras lideranças que estavam a trabalho na região que prestigiaram a reunião de grande importância para os índios do Jaraguá.

Em pauta a regularização da área indígena que fica em frente ao Parque do Jaraguá, ao lado da rodovia Bandeirantes, e as políticas públicas a ser implantadas na área. Os índios irão lutar para que a segunda área onde houve o incêndio e queimou várias casas seja regulamentada para servir como espaço para um centro cultural dos índios.Houve indenização da FUNAI pelo impacto étnico causado pelas rodovias próximas á área e o rodoanel.

A FUNAI está pesquisando uma área em Mairiporã, interior de São Paulo, que fica a 50 km do Jaraguá. Os índios Guaranis do Jaraguá afirmam que quando se fala em indígenas se pensa na Amazônia e não nos índios do Jaraguá, que estão sem terra, sem mata, rios. Constatou-se que ainda há preconceito em relação à presença dos índios no Jaraguá.

Benedito Bresia da Pastoral indigenista nacional destacou a importância dos meios de comunicação e das escolas de comunicar a cultura indígena as crianças e a população. Há livros publicados pelos povos indígenas que divulgam a cultura indígena. Lembrou que a lei 11.465 obriga o ensino da questão indígena nas escolas. Soraia, coordenadora do centro cultural Ceci, que fica na área, lembrou que atualmente existem 180 línguas indígenas faladas e 200 povos indígenas apenas. Disse ainda que o livro sobre a cultura indígena encontra-se no museu do livro em Santo Amaro-SP

Segundo a FUNAI, são necessários quatro alqueires de terra para cada família. Há na área a ser regulamentada no Jaraguá 70 famílias em situação de favelados e lá vivem 142 crianças. Para os índios a terra é sagrada, o índio é vinculado a terra, a placenta é enterrado na terra onde ele vive, ele a protege.

No final da reunião o coral formado por crianças guaranis apresentou algumas músicas cantadas me Guarani.

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Sempre na busca por comunicar melhor

Em março deste ano, a Pascom Brasilândia deu início a seu primeiro canal alternativo de comunicação na internet, o Blog da Pascom, este mesmo que você navega agora.

O projeto não é o único canal de comunicação de igreja na Região: há sete sites de paróquias, alguns blogs de pastorais e movimentos, o site oficial Rebra.org, além de incontáveis informativos impressos das comunidades e veículos de comunicação alternativa, nos quais há espaço para a vida cristã, como o jornal Cantareira e, em breve, a rádio comunitária também pertencente à Associação Cantareira.

“Messe grande, trabalhadores poucos”, como sempre. Fazemos um convite a você internauta ligado às comunidades católicas de nossa Região. A Faculdade Cantareira em parceria com a Pascom Arquidiocesana realiza cursos gratuitos para pessoas que queiram promover a comunicação alternativa em suas comunidades e entidades sociais.

Alguns cursos já começaram, mas os interessados ainda podem se inscrever.
Veja as oportunidades e participe:

Curso de Corel Draw – elaboração de jornais impressos
Dias: 24/09; 01/10 e 08/10 (quartas-feiras) – das 19h às 22h
É necessário ter conhecimentos do sistema operacional Windows.

Curso de Photoshop – trabalho com fotos em jornais e sites
Dias: 25/09; 02/10; 09/10 e 16/10 (quintas- feiras) – das 19h30 às 22h30
É necessário ter conhecimentos do sistema operacional Windows.

Curso de Webdesign – construção de sites
Dias: 24/09; 01/10 e 08/10 (quartas-feiras) - das 13h às 17h
É necessário ter conhecimentos de Windows e internet.

Se você se interessou por algum dos cursos, faça sua inscrição gratuita na sede da Faculdade Cantareira, na rua Marcos Arruda, 729, Belém. Outras informações pelo telefone 2790-5900.

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

A mudança na lei eleitoral pode começar com você

No próximo dia 05 de outubro, mais de 130 milhões de brasileiros irão às urnas em todo o país. Apertar as teclas com o número dos candidatos não deve demorar além de um minuto, mas as conseqüências de uma má escolha repercutem por muitos anos.

Infelizmente, durante o horário político não é raro aparecerem “velhas figuras políticas” que se não estão legalmente presas pela força da justiça, certamente tem um passado de atos corruptos que moralmente deveria ser revertido na não-eleição para qualquer cargo.

Desde abril de 2008, o Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral tem divulgado a campanha “Ficha Limpa”, que pretende apresentar ao Congresso Nacional um projeto de lei de iniciativa popular para evitar a candidatura de pessoas com comprovados “problemas de corrupção na carreira”.

Para que o projeto possa chegar ao Congresso são necessários 1,3 milhões de assinaturas, o equivalente a 1% do atual número de eleitores do país. Você e a sua comunidade podem colaborar com esse projeto. O formulário para as assinaturas, o projeto de lei e o material de divulgação estão disponíveis no site http://www.mcce.org.br/

Sua cidadania não se resume a um minuto na frente da urna!

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Setembro: o mês do Mutirão Bíblico

No dia 28 de setembro, em sete locais na Região Brasilândia, acontecem as celebrações de encerramento do mês da bíblia. A atividade conhecida como Mutirão Bíblico terá como enfoque principal as reflexões sobre a primeira carta de São Paulo aos Coríntios: “o Amor jamais passará”.

A temática foi trabalhada na formação regional de Julho e neste mês todo o católico, em sua comunidade é convidado a refletir sobre o tema. É também uma excelente oportunidade para a leitura da bíblia, a base de nossos preceitos de fé.

Confira os locais onde serão celebradas as missas do Mutirão Bíblico:

Setor Cântaros:
Escola Yadóia – Av. Deputado Cantídio Sampaio, 4.678 – Missa às 14h

Setor Freguesia do Ó:
Paróquia N. Sra. Mãe de Deus – Rua Manoel de Arzão, 85 – Missa às 14h30

Setor Jaraguá:
Paróquia N. Sra. Mãe e Rainha – Av. Pinheirinho D´Água, 435 – Missa às 14h

Setor Nova Esperança:
Escola João Solimeo – Estrada do Sabão, 1.497 – Missa às 14h30

Setor Pereira Barreto:
Paróquia N. Sra. das Dores – Av. Elísio Teixeira Leite, 7.400 – Missa às 14h

Setor Perus:
Paróquia N. Sra. das Graças – Rua Osvaldo de Souza Pinto, 211 – Missa às 14h30

Setor São José Operário:
EMEF Castro Alves – Rua Agenor Alves Meira, 385 – Missa às 14h

sábado, 30 de agosto de 2008

Vem aí o 11º Grito dos Excluídos

por Karla Maria
Colaboradora da Pascom Brasilândia
"A Vida em primeiro lugar: direitos e participação popular", este é o grito da Região Brasilândia, que mais uma vez promove a Romaria a Pé do Grito dos Excluídos. Esta é a 11° edição da romaria, que respondendo ao chamado de Cristo, caminha e luta junto com os pobres, contra todas as formas de exclusão e injustiças presentes na sociedade.

Com os pés fincados na existência e na dura realidade dos mais pobres, os cerca de 120 romeiros caminharão pelas ruas da região. A Romaria terá como ponto de partida, a Comunidade Deus Pai dos Humildes no dia 5 de setembro às 8h da manhã, passarão por comunidades e paróquias, rezando e cantando, gritando em defesa da vida, em defesa de todas as formas de vida.

No dia 6, já no centro de São Paulo, no Pátio do Colégio, assistirão a uma peça teatral: "Migrantes"; à tarde se encontrarão com dom Pedro Luiz Stringhini, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz da CNBB. As atividades do dia serão encerradas na Casa de Oração do Povo de Rua.

No dia 7, Dia da Independência, os romeiros da Brasilândia se reúnem, a todos aqueles que não se calam diante das injustiças em nosso país, para juntos celebrarem a vida, com missa às 7h na Catedral da Sé e depois caminharem até o Monumento da Independência no Ipiranga, onde será realizado um ato público, dando um basta à desvalorização da vida, à falta de prioridades com os mais pobres, ao consumo desenfreado que vem matando a natureza.
A Romaria a Pé e O Grito dos Excluídos, são momentos inspirados pelo próprio Cristo, que jamais abandonou os mais pobres e esquecidos, pelo contrário, esteve com eles e os amou infinitamente.

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Brasilândia apresenta reivindicações a candidatos

A Região Brasilândia promoveu no último domingo (17) o encontro com os candidatos a prefeito de São Paulo, com o objetivo de apresentar os problemas enfrentados pela população local e sugerir propostas de ação administrativa. Os 11 candidatos ao executivo municipal foram convidados para o evento: cinco compareceram.

Na quadra esportiva da Creche Menino Jesus, na Freguesia do Ó, mais de 300 cidadãos tiveram contato com a síntese do documento elaborado pela igreja na Brasilândia e conheceram as propostas dos candidatos para as necessidades dos mais de 1,25 milhões de habitantes da Região.

A abertura do evento foi feita pelo bispo regional dom Simão que destacou a importância do encontro e do papel da Igreja no processo político do país. “O evento de hoje nada mais é que a continuação da doutrina social da Igreja e que consiste no compromisso social com a vida, sobretudo a vida do povo mais necessitado”, enfatizou.

Diante das demandas apresentadas os candidatos presentes apresentaram algumas plataformas de ação nas áreas de saúde, habitação, educação, cultura, direitos humanos, assistência social, políticas para a juventude, meio ambiente, segurança pública, transporte e comunicação alternativa popular.

Edmilson Costa (PCB) defendeu a redução gradativa das tarifas públicas de transporte e a adoção de mudanças na política habitacional da cidade.

Renato Reichmann (PMN) apresentou propostas nas áreas da saúde e sugestões para o melhor aproveitamento do potencial econômico dos bairros periféricos.

Ivan Valente (Psol) expôs propostas nas áreas de transporte, saúde e habitação e disse que pretende viabilizar a construção de um hospital na área de Perus Anhanguera e impedir que novos lixões sejam instalados na Região.

Soninha Francine (PPS) fez constatações sobre o crescimento desordenado da cidade, defendeu a descentralização de serviços de saúde e propôs uma melhor gestão da coleta seletiva na cidade e novas políticas de meio-ambiente.

A candidata Marta Suplicy (PT) foi representada pelo vice, Aldo Rebelo (PC do B) que defendeu a construção de um hospital na Região e ventilou a possibilidade da ampliação da linha do metrô até a Freguesia do Ó e da criação de novos terminais de transporte.

Os candidatos Geraldo Alckmin (PSDB), Gilberto Kassab (DEM), Levy Fidelix (PRTB), Anaí Caproni (PCO), Paulo Maluf (PP) e Ciro Moura (PTC) foram convidados para o evento, mas não compareceram ou enviaram representantes.

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Tudo pronto para o encontro com os candidatos

No domingo, 17 de agosto, a partir das duas da tarde, na Creche Menino Jesus, Freguesia do Ó, a Região Brasilândia apresenta aos candidatos a prefeito de São Paulo os indicativos de problemas e propostas de soluções para a realidade regional.

O documento, a ser assinado por todos os candidatos ao executivo e legislativo que estiverem no evento, apresenta reivindicações e propostas nas áreas de saúde, habitação, educação, cultura, direitos humanos, assistência social, políticas para a juventude, meio ambiente, segurança pública, transporte e comunicação alternativa popular.

O encontro será mediado pelo padre e jornalista Cilto José Rosembach, assessor das Pastorais Sociais na Região. Após a apresentação inicial, os candidatos terão contato com as demandas regionais e poderão expor a opinião acerca das questões apresentadas. Também haverá espaço para que os presentes no encontro enviem de perguntas nominais escritas aos candidatos.

O debate entre os candidatos será na Creche Menino Jesus, localizada na rua Antonieta Leitão, 391, Freguesia do Ó – próximo ao largo da Matriz - a partir das duas da tarde, do domingo, 17 de agosto. Consulte o link de “Pascom Recomenda”, no ícone “Procure endereços em São Paulo” e saiba a melhor maneira de chegar ao local.

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Solidariedade com os índigenas no Jaraguá

Na tarde da última quinta-feira, 7 de agosto, um incêndio acidental atingiu seis casas de madeira na aldeia guarani Pyau, ao lado do Pico do Jaraguá. Além das habitações, as famílias, cerca de 40 pessoas, perderam todos os pertences das casas.

O governo do estado e a prefeitura de São Paulo já enviaram cobertores, colchões e alimentos para os índios. As famílias estão hospedadas, provisoriamente, em outras casas da Aldeia, mas será preciso reconstruir as habitações.

Os índigenas da aldeia Pyau contam com a sua colaboração e aceitam doações de maderite, caibro, vigas, pregos, telhas, fios de luz, alimentos, roupas e utensílios domésticos para reconstruir as casas e sobreviverem com o mínimo de dignidade.

As doações podem ser feitas na aldeia, localizada na rua Comendador José Matos, 458, Jaraguá – próximo a Vila Clarice – no lado esquerdo da estrada de subida do Pico. Outras informações pelo telefone 3902-3682.


aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaELEIÇÕES 2008
Igreja da Brasilândia promove encontro com os candidatos a prefeito de São Paulo
Domingo, 17 de agosto às 2 da tarde na Creche Menino Jesus:
Rua Antonieta Leitão, 391 – Freguesia do Ó (próximo ao Largo da Matriz).

sábado, 2 de agosto de 2008

Uma Região em Formação Litúrgica

por Juçara Terezinha Zottis, jornalista e colaboradora da Pascom.

A Região episcopal Brasilândia promoveu de 28 a 31 de julho a 2º semana de formação de lideranças de 2008 com o tema: “1ª Carta de São Paulo ao Corintios”. O trabalho de assessoria foi feito pela equipe do Centro Bíblico Verbo Divino.

A Região estava organizada em quatro núcleos: paróquias do setor São José Operário e Freguesia do Ó - Igreja Mãe de Deus; paróquias do setor Nova esperança e Cântaros - Igreja Santo Antonio da Brasilândia; paróquias dos setores Pereira Barreto e Jaraguá - Igreja São Luiz Gonzaga; e paróquias do setor Perus, Igreja Santa Rosa de Lima.

Em média, cerca de 200 pessoas por núcleo. Ao todo, participaram mais de 800 pessoas que tomaram a Bíblia nas mãos e estudaram durante as quatro noites de formação. Foi um momento de grande alegria, de fortalecimento na fé. A metodologia utilizada proporcionou a participação, e as pessoas sentiram-se animadas e encorajadas para continuar a caminhada.

O Pe. Shigeyuki Nakarose, assessor do núcleo na Brasilândia, disse que a bíblia é o grande espelho que se vê a nossa vida, ela é uma luz que mostra o rosto de Deus. Na bíblia temos a caminhada do povo de Israel e a caminhada dos primeiros cristãos. O povo se identifica com a formação bíblica porque seu pedaço de vida está na bíblia, o povo busca a formação porque se sente filho(a) de Deus.

Joice Cristini, de 26 anos, casada, integrante da pastoral do crisma na paróquia Nossa Senhora do Carmo, Cruz das Almas , destaca que a semana de formação orientou como Paulo conduzia a comunidade de Corinto. “Ele soube mudar o pensamento da comunidade. Eu gosto de Paulo e do tema. Achei interessante a história da comunidade de Corinto”, afirma.

Íris Ceia, da paróquia Bom Pastor, Jardim Carumbé, ministra da palavra e do batismo, diz o que achou da semana. “Saio mais incentivada e renovada para dar mais importância à leitura bíblica em grupo. Assim todos poderão conhecer mais a bíblia e valorizar mais a Palavra de Deus em suas vidas. Achei a semana ótima, quem não veio perdeu muito” enfatiza.


SAIU NA FOLHA DE SÃO PAULO:

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Semana de Formação começa nesta segunda-feira

Com o objetivo de preparar as lideranças comunitárias para o mês da bíblia em setembro, a Região Episcopal Brasilândia promove de 28 a 31 de julho, das oito às dez da noite, a Semana Regional de Formação, com o lema “O amor jamais passará!”.

A partir da segunda-feira (28), as lideranças passarão por quatro dias de formação sobre a Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios, que será o livro em destaque no Multirão Bíblico.

A atividade de formação terá assessoria de doutores e mestres da escola bíblica dos Verbitas, que falarão sobre o tema nas paróquias Mãe de Deus, Santo Antônio, São Luis Gonzaga e Santa Rosa de Lima. Os assessores são os padres Shigeyuki Nakanose, José Ademar Kaefer, Raimundo Leite Filho e Ronaldo Lobo, além da especialista Maria Antônia Marques.

A última formação do setor aconteceu em abril desse ano. Mais de 750 pessoas participaram dos quatro dias de atividades.

A maioria dos Setores Regionais disponibilizará ônibus para levar os fiéis até a igreja pertencente ao setor em que ocorra a Formação. Informe-se na sua paróquia sobre a semana de formação. Abaixo, você confere o endereço das paróquias.

sábado, 19 de julho de 2008

10° Romaria da Terra: clamor por justiça

A colaboradora da Pascom Brasilândia, Karla Maria, conferiu a entrevista coletiva sobre as ações da Romaria da Terra 2008, que acontecerá em São Paulo em 3 de agosto. Confira os detalhes

“Trabalhadores, Trabalhadoras! Terra Livre, Água de Todos e Povo Soberano!”, com este tema a CPT - Comissão Pastoral da Terra, durante coletiva de imprensa, realizada dia 8 de julho na sede da CNBB em SP, apresentou os objetivos da 10° Romaria da Terra de São Paulo, que acontecerá dia 3 de agosto, saindo da Região Brasilândia com destino à Comuna Ir. Alberta.

Segundo dados do INCRA - Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, cerca de 3% do total das propriedades rurais em posse da União, são latifúndios com mais de mil hectares e ocupam 56,7% das terras agriculturáveis. A área ocupada pelos estados de São Paulo e Paraná juntos está nas mãos dos 300 maiores proprietários rurais, enquanto 4,8 milhões de famílias estão à espera de chão para plantar.

A Romaria é organizada por homens e mulheres, agentes de pastoral, Entidades Sociais, Movimentos Populares e Sindicatos que acreditam, que este contexto de exclusão no Brasil pode e deve mudar, através do cumprimento da Constituição Federal, que em seu artigo 5° estabelece: “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no país a inviolabilidade do direito á vida, á liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade”.

Fazer a Reforma Agrária é questão urgente, afirma Luiz Andriollo, padre colombiano, que lembrou o artigo 29 promovido pelos Bispos em Assembléia, da necessidade de promover justiça entre todos os filhos de Deus. A distribuição de terras improdutivas, que não exercem sua função social é garantida pela constituição, reforça padre Luiz.

Durante a coletiva, Ir. Maria Alberta Divarti, presidente emérita da CPT – Comissão Pastoral da Terra, revela que as comunas surgiram através do trabalho na pastoral de rua, no centro de São Paulo; diante da realidade dos moradores de rua, irmã Alberta convidava os moradores a irem ocupar os assentamentos, além de fazer um trabalho de conscientização de direitos e deveres de cada um.

Os moradores que vinham das ruas do centro de São Paulo e suas famílias formaram os acampamentos; hoje ao redor de São Paulo há cinco assentamentos: Dom Tomás Baduíno, D. Pedro Casaldáglia, Ir. Alberta, Che Guevara – em Limeira e Comuna Urbana - em Jandira.

Os acampamentos são chamados de Comunas da Terra; nelas cria-se um novo projeto de trabalho de conscientização e de futuro, no qual, cada morador obtém o título de sua terra e fica impedido de vende - lá. O primeiro acampamento foi o de Franco da Rocha, onde neste mês foram inauguradas 61 casas, construída em mutirão e com auxilio de arquitetos da USP.

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Encontros marcam atuação das CEB´s em julho

O mês é julho. As atividades estão em três lugares: paróquia Nossa Senhora do Retiro no dia cinco; Paróquia Santa Rosa de Lima, no dia seis; e Escola São José, na cidade de Campinas, nos dias 19 e 20; e nelas estão católicos atuantes das CEB´s.

No sábado, cinco de julho, representantes das comunidades católicas do setor Pereira Barreto reuniram-se para partilhar experiências e desafios que têm vivenciado . O principal indicativo foi da falta de comunicação entre as comunidades, problema que pode ser atenuado com as reuniões bimestrais que passarão a acontecer no setor.

No dia seguinte, domingo, seis de julho, aconteceu o 3º Retiro das CEB´s com a Juventude da Região. No Centro Comunitário da paróquia Santa Rosa de Lima em Perus, 110 jovens aprofundaram estudos sobre a história da igreja e refletiram sobre os desafios da evangelização cristã perante a juventude.

Desafios: Superá-los parece ser a máquina que move as CEB´s na Região, e provavelmente, a realidade não é diferente em outras cidades paulistas. Nos dias 19 e 20 de julho acontece o Encontro Paulistão das CEB´s na cidade de Campinas. A temática central é a defesa dos ecossistemas no estado, mas certamente o encontro também servirá para novas partilhas de experiências desafiadoras.

EM DESTAQUE NA REGIÃO:

Veja imagens do 3º Retiro das CEB´s com a Juventude da Região

Pastoral Afro oferece cursos para jovens de 16 a 21 anos

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Brasilândia promove debate com candidatos

As Pastorais Sociais, CEB´S e a Comissão de Formação da Região Brasilândia promovem em 17 de agosto um debate com os candidatos a prefeito da cidade. O evento acontece a partir das duas da tarde, na Creche Menino Jesus, Freguesia do Ó.

O debate será um momento para refletir a realidade social em nossa Região e cobrar compromissos de atuação dos postulantes a prefeito. Porém, muito antes do dia 17, a população da Brasilândia já poderá estar atenta à ação ética de alguns políticos diante da lei eleitoral.

A partir de domingo, seis de julho, começa oficialmente a campanha política autorizada pelo Tribunal Superior Eleitoral. Ao contrário do que muitos imaginam, a data está longe de significar apenas a distribuição de bonés, camisetas e barulhos de carros de som pelas ruas.

Graças a lei de iniciativa popular 9840, nesse período eleitoral, é expressamente proibido a qualquer candidato, postulante ao executivo ou ao legislativo, fazer doações ou oferecer vantagens pessoais ao cidadão, como moeda de troca para voto.

Resumindo a idéia: Se algum candidato lhe ofertar de um boné ou um emprego, condicionando essa oferta ao seu voto, isso é ilegal. E quem descumpre a lei eleitoral, irá cumprir a palavra empenhada em época de campanha?

A lei eleitoral não impede a troca de idéias e os debates sobre a eleição. Isso é saudável à democracia e permite diferenciar os aproveitadores da política, dos políticos comprometidos em atuar como servidores da população. É com base nesse momento para discutir idéias e detectar necessidades da nossa Região, que a Brasilândia articula o debate do dia 17 de agosto.

sexta-feira, 27 de junho de 2008

A Pascom na pauta da igreja

O mês de julho marca a realização de dois eventos fundamentais para a Pascom em nível regional e nacional. De 02 a 06 de julho, em Aparecida (SP), o setor de Comunicação da CNBB promove o Encontro Nacional da Pascom que visa articular a atuação da pastoral para comunicação nas comunidades e com a sociedade. Nesse encontro se farão presentes os coordenadores regionais (estados) da pastoral.

As repercussões do evento nacional serão refletidas e potencializadas no 3º Mutirão Regional de Comunicação que acontece entre 17 a 20 de julho na cidade de Limeira (SP). A atividade tem promoção do Regional Sul 1 da CNBB (estado de São Paulo).

O Mutirão terá a presença dos agentes da Pascom no estado de São Paulo e a Região se fará presente com três representantes, para colaborar com os debates sobre a formação do indivíduo, dentro de uma perspectiva teórica, acadêmica e pastoral dos meios de comunicação. O tema do evento desse ano é: “Processos de Comunicação e Cultura Solidária”.

A equipe da Pascom Brasilândia sabe da importância de fazer parte desse fórum de discussão e assume o compromisso de repassar aos cristãos de nossa Região as reflexões apresentadas no Mutirão em Limeira.



EM DESTAQUE NA REGIÃO
Paróquia Nossa Senhora do Retiro recebe fotos de igrejas católicas de todo mundo. Há mais de 100 fotos no acervo.

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Região Brasilândia celebra a unidade

A Região Episcopal Brasilândia realiza no domingo, 22 de junho, mais uma edição da Festa da Unidade. Esse ano o tema da atividade é “Deus Habita esta cidade e a Brasilândia celebra a unidade”. A celebração será na paróquia Nossa Senhora das Dores, a partir das duas e meia da tarde.

Além do ato religioso haverá um momento de partilha e resgate do histórico da Região, fundada em 1989, como desmembramento da Região Episcopal Lapa. A Festa da Unidade, ao contrário do que muitos pensam, não é uma celebração comemorativa ao aniversário do bispo, mas um resgate dom aniversário da Região Brasilândia que teve esse nome escolhido em assembléia no dia 18 de junho de 1989.

Todas as paróquias e comunidades estão convocadas a participar do ato religioso. A paróquia Nossa Senhora das Dores, local da Festa da Unidade 2008, fica localizada na Avenida Elísio Teixeira Leite, 7400, em Taipas.

Outras informações sobre a Festa da Unidade pelo telefone 3924-0020 ou através do e-mail curiabrasilandia@uol.com.br.


EM DESTAQUE NA REGIÃO

Confira como foi missa em louvor a Santo Antônio na paróquia São Judas Tadeu
http://www.paroquiasjudastadeu.com.br/missastoantonio.html


Paróquia Nossa Senhora do Retiro recebe fotos de igrejas católicas de todo mundo. Já são 107 fotos no acervo. Saiba como participar:
http://www.paroquiansretiro.com.br/apresentacao_02.htm

sexta-feira, 13 de junho de 2008

Caça de votos nas comunidades

Cilto José Rosembach, assessor da Pascom

No período eleitoral, as comunidades são assediadas pelos canditados. É importante destacar que, há candidatos e candidatos. Há os que rondam as comunidades para oferecer doações: material de construção, projetos de obras, tinta, equipamentos de som, ônibus para o passeio e outros benefícios.

Alguns candidatos se fazem acompanhar por lideranças influentes na região ou na comunidade. Freqüentam missas e celebrações, até se apresentam para fazer uma leitura, ou usar a palavra na hora dos avisos e recados.

Bem, há orientação Bíblica para esse tipo de situação? Em Mt 6,1-4, há uma orientação clara sobre a esmola: seja dado sem querer aparecer, receber elogios, agradecimentos, que seja dada em segredo, ou seja, dê de graça o que de graça recebeste. Em (Mt. 10,8) a doação é graça, não se espera e não se pede nada em troca, não se barganha, não é comércio.

Aos que desejam usar um espaço durante a celebração e se oferecem para proclamar um texto bíblico, nada entendem sobre a importância da Palavra de Deus. Recordo: quem deve estar em evidência é a Palavra de Deus. O leitor ou leitora, são simples instrumentos desta Palavra, são mediadores que emprestam a sua voz.

Há uma terceira situação escandalosa. É o candidato que espera o momento dos avisos da comunidade. Ele se faz apresentar por uma liderança, diz que vai dar um recado importante, e se apresenta como candidato a vereador, por exemplo.

Lideranças de comunidades que apresentam candidatos políticos nas condições acima ou agem de má fé ou são ingênuas. Os políticos não são nada ingênuos, pelo contrário são muito espertos. Durante a celebração da missa ou da celebração da Palavra na comunidade não se abre espaço, em nenhum momento, para nenhum candidato às eleições.

Sobre doações, a legislação eleitoral é muito clara. A lei 9.840 diz o que é proibido a qualquer candidato: “doar, oferecer, prometer ou entregar, ao eleitor, com fim de obter-lhe o voto, bem ou vantagem pessoal de qualquer natureza, inclusive emprego ou função pública.”

É claro que o cristão não pode ficar omisso diante do processo eleitoral. Pois, todos somos políticos, e “política tem que ser a arte de administrar a felicidade de todos”. Mas para apresentar e debater com candidatos, há outros momentos que a comunidade pode e deve criar, a critério dos agentes de pastoral, do padre e dos Conselhos de pastoral e administrativo, que juntos devem tomar as decisões.

Lembrem-se há muitos candidatos oportunistas que usam do espaço da comunidade para fazer sua campanha. Portanto, é preciso conhecer a historia do candidato, com quem ele anda o que fez e como fez. Se de fato está do lado do povo mais necessitado, que projetos ele tem, são projetos que defendem a vida. Suas propostas são de fato viáveis para se por em prática, se é coerente com o que diz, faz e vive. Com que partido está comprometido e com quem o partido faz alianças, etc.

Saibam que: Voto não tem preço, tem conseqüências.

sexta-feira, 6 de junho de 2008

"Deus habita esta cidade!" (salmo 47,9)

Padre Reinaldo Torres, Coordenador de Pastoral da Região Episcopal Brasilândia.

"Estamos vivendo as alegrias da Preparação para a Grande Celebração do Centenário de nossa Arquidiocese.

Com certeza, essa celebração será marcante em nossa vida de Igreja e ficará registrada na história, na memória e no coração de todos aqueles que lutam e trabalham para verem o Reino de Deus acontecer em nossa Arquidiocese.

Por isso, uma vez mais, quero motivar a todos para que nos unamos e com alegria participemos desta celebração.

Todos sabem que estará conosco o Núncio Apostólico no Brasil, Dom Lorenzo Baldisseri, que presidirá a Eucaristia no Estádio do Pacaembu, dia 08 de junho – às 15h00.

Os portões do Pacaembu serão abertos às 12h30. Haverá uma Apresentação Musical com vários artistas a partir das 13h00.

Foi montando pela Companhia de Engenharia de Tráfego, CET, um esquema de “bolsões” para os ônibus que virão das diversas paróquias e comunidades. Haverá orientação e sinalização nas principais vias de acesso ao Pacaembu.

Todos os Padres e Diáconos, bem como os Ministros Credenciados para ajudarem na distribuição da Eucaristia terão acesso pelo PORTÃO 23 (que fica atrás do Estádio do Pacaembu – acesso pelo Rua Capivari). O povo de Deus poderá acessar o Estádio pelos portões dianteiros e laterais.

Lembro aos Padres e Diáconos que usaremos túnica e Estola Branca. Sugerimos usem a Estola da Missa de Canonização de Frei Galvão.

Peço, encarecidamente, que nos empenhemos ao máximo, motivando nossas comunidades e todo o povo a comparecer nesse dia.

Após a missa, haverá uma carreata que conduzirá a Imagem de São Paulo Apóstolo, levando-a do Estádio do Pacaembu à Catedral da Sé, onde será recebida e entronizada solenemente.

Certo de contar com o apoio e a colaboração de todos, uno-me a todos nessa Grande Celebração.

Abraço fraterno, com as bênçãos de Deus"

domingo, 1 de junho de 2008

Arquidiocese celebra centenário em junho


O estádio do Pacaembu será palco da celebração do Centenário da Arquidiocese de São Paulo. A atividade está marcada para domingo, oito de junho, a partir das três da tarde. A abertura dos portões do estádio acontece já a uma da tarde.

As comemorações do Centenário têm o tema Arquidiocese de São Paulo, 1908-2008: 100 anos a serviço do evangelho e por lema Deus habita esta cidade.

Em missa na Catedral da Sé, no final de maio, o cardeal arcebispo de São Paulo, dom Odilo Scherer revelou a expectativa com a celebração do centenário.

A missa no Pacaembu, dia 8 de junho, às 15h, deverá ser uma grande manifestação da unidade e da vida da Igreja na cidade de São Paulo, do centro e das periferias, das comunidades paroquiais e das demais formas e expressões de comunidades eclesiais; também as pastorais, movimentos, associações, escolas, colégios e outras instituições de educação ligadas à Igreja”, avaliou o arcebispo.

Fiéis de todas as regiões episcopais da Arquidiocese devem estar presentes na celebração. Algumas paróquias da Região Brasilândia vão organizar ônibus para irem ao evento, informe-se na sua paróquia e na Cúria Regional pelo telefone 3924-0020.

Outros detalhes sobre o evento no através do www.arquidiocesedesaopaulo.org.br


ORAÇÃO DO CENTENÁRIO DA ARQUIDIOCESE DE SÃO PAULO

Senhor, nosso Deus, Pai, Filho e Espírito Santo,
Nós Vos agradecemos pela Igreja que reunistes em São Paulo
E
conduzistes com amor ao longo de sua história centenária.

Nós Vos louvamos pelos Pastores que lhe enviastes,
Pela perseverança do povo nos caminhos do Evangelho
E por todo testemunho de vida cristã.

Abençoai e iluminai nossa Arquidiocese,
Fortalecei-nos na fé, animai nossa esperança e inflamai-nos na caridade;

Tornai-nos verdadeiros discípulos e missionários de Jesus Cristo!


Que o Espírito Santo nos conduza na missão;
O Evangelho transforme nossa cidade e nos ensine a partilhar,
Com generosidade e alegria, os dons recebidos.


Enviai, Senhor, operários à Vossa messe!
Nossa Senhora da Assunção, rogai por nós!
São Paulo Apóstolo e Sant’Ana, rogai por nós!
Amém.

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Fórum mapeia problemas paulistanos

Entre os dias 15 e 18 de maio, o Sesc da Vila Mariana recebeu a primeira edição do Fórum Nossa São Paulo. A atividade reuniu o resultado de debates desenvolvidos em regiões da cidade acerca dos problemas que afetam os paulistanos.

Nos quatro dias de evento mais de 750 pessoas relataram as dificuldades da cidade e expuseram projetos de melhorias. Houve a apresentação de 900 propostas, as quais serão encaminhadas aos candidatos a prefeito e vereador da cidade.

A maior parte dos projetos está voltada para a área de saúde. Também apareceram muitos indicativos de ações para os setores de educação, habitação, transporte e cultura.

Os problemas detectados pelo Fórum podem ser verificados na realidade da Brasilândia. Faltam postos de saúde em alguns bairros, há poucos projetos habitacionais, os congestionamentos dominam as principais avenidas e a educação fornecida pelas escolas públicas é deficitária.

Quanto às iniciativas do setor cultural, a população da Brasilândia conta com algumas alternativas promovidas pelo poder público, mas principalmente, pelas organizações sociais e lideranças comunitárias.

Os indicadores e propostas do Fórum Nossa São Paulo são um excelente trunfo a ser utilizado pelas lideranças da Região como instrumento de educação política para as eleições desse ano.

As Pastorais Sociais da Região Brasilândia pretendem realizar no mês de agosto um debate com os principais candidatos a prefeitura de São Paulo. A expectativa é que os aspirantes a prefeito tomem ciência das reivindicações e assumam o compromisso de prestar contas à população quando estiverem à frente do executivo municipal.



Conheça as propostas do Fórum Nossa São Paulo:
http://www.nossasaopaulo.org.br/portal/node/652

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Reflexões sobre a comunicação

A Pascom Brasilândia, em parceria com o Vicariato da Comunicação, promove em maio o curso “Técnicas de Comunicação Litúrgica”. A atividade acontece no sábado, dia 24, na paróquia Nossa Senhora Aparecida, localizada na rua Luciano D´Amore, 47, Vila Souza.

Os interessados em participar da atividade devem enviar a inscrição até o dia 22 de maio, quinta-feira, através do e-mail pascombrasilandia@uol.com.br. O curso é gratuito, mas só os inscritos poderão participar e ter certificado.

Com vistas a introduzir as reflexões do curso, publicamos a seguir uma breve análise sobre a essência da comunicação. O texto foi escrito pelo assessor do curso de “Técnicas de Comunicação Litúrgica”, o jornalista e padre Cilto José Rosembach.


Falando de Comunicação

A comunicação é uma das necessidades básicas do ser humano. É por meio da comunicação verbal ou não verbal que as pessoas interagem entre si e constroem a sociedade. Assim, não existe sociedade sem comunicação. Ela é o fio condutor que perpassa pessoas, grupos sociais e instituições e possibilita a construção do que chamamos de cultura.

Comunicação: uma experiência antropológica (humana)

A comunicação é, em primeiro lugar, uma experiência antropológica fundamental, cujo significado está no próprio termo. Seu primeiro sentido, promovido do latim, ao século XII(1160) e remete à idéia de comunhão, partilha. A comunicação é sempre a busca do outro e de um compartilhar. Contudo, por mais que a palavra comunicação esteja na moda, nem sempre as pessoas participam de maneira satisfatória desse processo, particularmente na relação interpessoal, chegando, às vezes, a mal-entendidos.

Não basta querer interagir. Se alguém não consegue expressar seus pensamentos e sentimentos de maneira inteligível ao interlocutor, a comunicação pode fracassar. Comunicar também não é só emitir mensagens, mas estar receptivo para receber e interpretar o que o outro tem para dizer. Ou seja, o bom comunicador não é aquele que fala muito, mas o que fala o necessário escuta com atenção, a fim de dar a resposta adequada para criar “interação”.

Nesse sentido, a escuta é um elemento importante no processo comunicativo. Escutar não se reduz a “ouvir”. Podemos ouvir um barulho, uma voz, uma mensagem e não nos importar com seu significado. Escutar, ao contrário, é dar atenção e buscar conferir um significado não só à mensagem recebida, mas também à pessoa que transmite o seu conteúdo. Escutar é perceber o outro na sua situação. Para isso é necessário vencer o desejo de dar respostas sem antes “escutar” ou esperar que o interlocutor termine de dizer totalmente o que pensa. A comunicação é tão importante, que podemos afirmar que dela depende a qualidade de nossas relações humanas.

domingo, 11 de maio de 2008

Pascom Brasilândia atua na comunicação da igreja

Em visita ao Brasil há um ano, o papa Bento XVI afirmou em Aparecida que a evangelização católica “não pode limitar-se só às homilias, conferências, cursos de bíblia ou teologia, mas deve recorrer também aos meios de comunicação”.


Na busca de ser um canal de comunicação interno e externo na igreja, os grupos de pastoral da comunicação se articulam para aproveitar as potencialidades comunicativas nas comunidades e movimentos, bem como levar a conhecimento público as posturas da igreja diante dos fatos contemporâneos.

No evento comemorativo ao dia Mundial das Comunicações, o cardeal arcebispo de São Paulo dom Odilo Scherer destacou que os meios de comunicação devem se pautar pela ética, solidariedade e busca da verdade.

Com base nesses princípios e em busca de fornecer subsídios às lideranças pastorais quanto ao melhor aproveitamento dos canais e das técnicas de comunicação com viés litúrgico e social, a Pascom Brasilândia realiza o curso “Técnicas de Comunicação Litúrgica”.

A atividade gratuita e realizada em parceria com o Vicariato da Comunicação da Arquidiocese de São Paulo acontece no sábado, 24 de maio, com a assessoria do padre Cilto José Rosembach na paróquia Nossa Senhora Aparecida, localizada na rua Luciano D´Amore, 47, Vila Souza.

Os interessados em participar do curso devem mandar um e-mail para pascombrasilandia@uol.com.br com as informações abaixo:

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Futuro Melhor: 12 anos de ocupação

Em comemoração aos 12 anos da Ocupação Futuro Melhor, no Jardim Peri, a igreja católica na Região Brasilândia celebrou no domingo, 27 de abril, uma missa na comunidade Nossa Senhora Aparecida, instalada dentro da ocupação.

Presidida pelo bispo da Região Brasilândia dom José Benedito Simão e pelo padre Miguel Fooder da paróquia Cristo Ressuscitado, a celebração teve a presença de lideranças das CEBs, pastorais sociais e movimentos populares.

Após a missa, os participantes fizeram, junto com as lideranças da ocupação, uma homenagem aos 12 anos de caminhada dos moradores em busca de uma moradia digna, com especial lembrança para lideres que já faleceram como Márcia Hiolanda Juvêncio e o padre Cláudio Trudele. O ato foi encerrado com a partilha de bolo e alimentos.

A ocupação Futuro Melhor é uma iniciativa dos grupos de ruas e lideranças das pastorais sociais da região Brasilândia diante da falta de moradia digna.

Hoje, mais de duas mil famílias resistem na ocupação enquanto aguardam um posicionamento da prefeitura de São Paulo sobre a falta de moradias na região.

Confira fotos da atividade no link Fotos da Região

sexta-feira, 25 de abril de 2008

Pastorais Sociais definem ações para 2008

No último dia 12 de abril, os agentes das Pastorais Sociais da Região Brasilândia estiveram reunidos na Comunidade Santo Antônio em Taipas a fim de partilhar experiências e buscar uma unidade de ações neste ano.

Durante a atividade, os participantes puderam expor os objetivos e desafios de cada pastoral, e assim foi possível a detecção de princípios, objetivos e necessidades comuns das Pastorais Sociais na Região.

Com base nessas constatações, os agentes apresentaram sugestões de ações para o ano de 2008, tais como:

-Ter um próprio instrumento de comunicação das pastorais sociais;
-Realizar a Feira das Pastorais Sociais para mostrar os produtos de cada pastoral;
- Tornar pública as ações das pastorais por meio do site da Região Brasilândia.
- Acompanhar e apoiar os movimentos em defesa da saúde, moradia, meio-ambiente, segurança pública e direitos das pessoas idosas;
- Promover debates com os candidatos majoritários ao governo paulistano, nos quais sejam colocadas em pauta temas como lixão, coleta seletiva e defesa da qualidade de vida na Brasilândia.
- Participação na Romaria da terra em 03 de agosto

Para que tais sugestões sejam referendadas devem passar pelas comissões das pastorais sociais, as quais se reúnem no fim do mês de abril, e poderão aprimorar e acrescentar encaminhamentos.

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Lideranças participam da Semana de Formação

Surpreendente. Essa palavra resume a intensa participação das lideranças das comunidades na Semana de Formação Regional na Brasilândia.

Animados pela temática da liturgia, com ênfase na atuação de leitores e salmistas, mais de 750 pessoas estiveram nos quatro dias de formação nas paróquias Santo Antônio, São Luiz Gonzaga, Mãe de Deus e Santa Rosa de Lima.

Nas noites dos dias 14, 15, 16 e 17 de abril, os participantes puderam refletir sobre os aspectos que determinam a vivência da espiritualidade cristã a partir da liturgia.

Os padres Reinaldo Torres, Severino Araújo, Luís Renato Oliveira e o musicólogo Márcio Antônio de Almeida assessoraram as reflexões da Semana a partir da ênfase sobre o sentido litúrgico do ministério de leitores e salmistas; o trabalho com técnicas para leitura e proclamação da Palavra; aspectos do canto de salmo na liturgia; e a experiência de oração a partir dos salmos.

A experiência de formação iniciada nesse mês de abril deve ter prosseguimento em julho, quando já está pré-agendada outra semana de formação.


Confira fotos da Semana de Formação Regional no link fotos da Região

sexta-feira, 11 de abril de 2008

Pascom: formações para uma comunicação eficaz

A Pastoral da Comunicação da Região Brasilândia realiza nos meses de abril e maio duas formações com o objetivo de aprimorar os suportes e as técnicas de comunicação nas comunidades.

No sábado dia 19 de abril acontece na Cúria Regional mais uma edição da Oficina de Jornal Mural. A oficina deste ano vai ser assessorada pelo jornalista José Eduardo de Souza. Em 2007, participaram da atividade agentes pastorais das regiões Brasilândia e Santana.

Em maio será a vez do curso sobre Técnicas de Comunicação Litúrgica. A atividade vai ser realizada no dia 24 de maio na Igreja Nossa Senhora Aparecida, Vila Souza, com a assessoria do padre e jornalista Cilto José Rosembach.

As duas formações, promovidas pela Pascom Brasilândia em parceria com o Vicariato da Comunicação da Arquidiocese de São Paulo, buscam fornecer dicas e partilhar dificuldades e expectativas quanto à comunicação nas comunidades cristãs e movimentos sociais.

No evento de abril, na Cúria Regional, rua Rodrigues Blandy, 55, Vila Itaberaba, a Pascom propõe uma formação que possibilite aos participantes a utilização eficaz de suportes comunicativos como o jornal Mural e quadro de avisos.

Já no dia 24de maio, na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, rua Luciano D´Amore, 47, Vila Souza, a formação busca fornecer subsídios para o melhor aproveitamento dos canais e das técnicas de comunicação com viés litúrgico e social.

A ficha de inscrição para o curso de Técnicas de Comunicação Litúrgica já está disponível pelo e-mail pascombrasilandia@uol.com.br ou no site www.rebra.org.br

Outras informações pelo telefone 3924-0020, na secretaria da Cúria Regional, com Vera ou Ana Maria.

sexta-feira, 4 de abril de 2008

12 de Abril: mais um dia contra o lixão na Anhangüera

Lideranças das CEBs (Comunidades, Eclesiais de Base,) pastorais sociais, dos movimentos sociais da Região Episcopal Brasilândia promovem no sábado, 12 de abril, uma caminhada em protesto contra a proposta de instalação de mais um lixão na Anhangüera.

O novo lixão é um projeto da Sabesp para despejar os detritos que serão retirados na limpeza do rio Pinheiros.

O ato do dia 12 dará prosseguimento às ações de resistência iniciadas no começo do mês. Em primeiro de abril aconteceu uma caminhada que partiu da frente da rádio 9 de Julho, com paradas na praça Padre Miguel e Largo do Paissandu, até a Casa de Portugal na Avenida Liberdade.

Na ocasião, os caminhantes partilharam lanches na praça Padre Miguel, e no Largo do Paissandu realizaram um momento de mística com ênfase nas razões que os motivavam a caminhar.

A chegada à Casa de Portugal aconteceu no começo da noite. Lá, os romeiros se encontraram com o bispo da Diocese de Barras (99), dom Luiz Flávio Cáppio, que explicou as razões que o fazem ser contrário à transposição do rio São Francisco.

Os atos do dia primeiro de abril marcaram a primeira etapa das manifestações. No próximo dia 12 ocorrerá nova caminhada.

A saída vai ser às 10 da manhã, em frente ao portão do Centro Pastoral Santa Fé, no km 25,5 da via Anhangüera. De lá, os caminhantes seguem até o local onde a Sabesp pretende instalar o lixão e realizam um ato ecumênico, seguido de um abraço simbólico na área.

sexta-feira, 28 de março de 2008

Mobilizações contra mais um lixão na Anhangüera

Na resistência à instalação de mais um depósito de lixo na região da Anhangüera, mais de 400 pessoas participaram de uma assembléia no domingo 26 de março, no Centro Cultural Santa Fé, na Anhangüera.

O novo lixão é uma proposta da Sabesp para remanejar o lixo do rio Pinheiros. Se consolidada a idéia, o cultivo de mais de 80 famílias do MST na fazenda Itaya vai ser substituído pelos resíduos que poluem o rio Pinheiros.

Os lideres comunitários e as pastorais sociais protestam contra a idéia e argumentam que o lixo vai contaminar o solo e as nascentes de água, além de prejudicar a qualidade de vida e o desenvolvimento econômico e social da Região.

Duas manifestações contra a instalação do novo lixão acontecem em abril: no dia primeiro haverá uma caminhada, saindo da frente da rádio 9 de Julho até a Casa de Portugal, na avenida Liberdade.

No local, as sete da noite, haverá a manifestação “01 de Abril: Dia das Mentiras do Governo e da Verdade do Povo!”, com a presença de movimentos populares e do bispo de Barras dom Luiz Cáppio, que em 2007 realizou um jejum de 24 dias para protestar contra a transposição do rio São Francisco.

Já no dia 12, nova caminhada, a partir das nove da manhã em frente ao Centro Pastoral Santa Fé com destino ao local onde se pretende instalar o lixão. Na seqüência será realizado um ato ecumênico e um abarco simbólico da área.

Outros detalhes sobre a assembléia realizada na Anhangüera na reportagem de Juçara Terezinha, na edição de abril do Jornal Cantareira.

Confira fotos do evento no link fotos da região

quinta-feira, 20 de março de 2008

Nova oportunidade para estudos teológicos e pastorais

Em parceria com a Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, a Região Episcopal Brasilândia inaugura a Escola de Teologia e Pastoral, ETEP.

O foco principal da ETEP será o aprofundamento de estudos bíblicos e teológicos por parte dos líderes de pastorais e de movimentos da Região.

Os leigos interessados em participar dos cursos do ETEP precisam ter engajamento pastoral e frequentar, ou já ter frequentado, outras formações como Itebra, Escolas Paroquiais e CEBs.

Além disso, é preciso apresentar uma carta de apresentação do padre da paróquia na qual o leigo atue.

O primeiro encontro do ETEP será no dia 11 de abril, sexta-feira, às oito da noite.

No dia seis de abril, às três da tarde, acontecerá a aula inaugural da escola, na paróquia Santos Apóstolos, avenida Itaberaba, 3907, Jardim Maracanã.

Outras informações pelo telefone 3924-0020

sexta-feira, 14 de março de 2008

Oficina de jornal mural acontece em abril

Estudantes, agentes de pastoral e comunicadores populares estão convidados a participar da Oficina de Jornal Mural em 19 de abril na Cúria da Região Brasilândia.

A atividade promovida pela Pascom Brasilândia e o Vicariato das comunicações tem por objetivo contribuir para o melhor uso de jornais murais e quadros de avisos nas comunidades, movimentos e entidades.

O conteúdo da oficina propõe uma reflexão sobre os conceitos do jornalismo comunitário; objetivos do jornal mural e quadro de avisos; modos de organizar um jornal mural; periodicidade de atualização; preparação de pautas; produção de notícias, reportagens e entrevistas; e apuro com textos, ilustrações e fotos.

Os interessados em participar da Oficina de Jornal Mural devem fazer as inscrições até o dia 10 de abril pelo telefone 3924-0020, ou pelo e-mail pascombrasilandia@uol.com.br. Nas inscrições por e-mail, o interessado deve enviar seus dados através da ficha de inscrição.
Pede-se aos inscritos que contribuam com seis reais para gastos com lanche, certificado e apostila.

A Oficina de Jornal Mural será na Cúria Regional, dia 19 de abril, das 8h às 14h. O endereço é rua Rodrigues Blandy, 55, Vila Itaberaba.

sexta-feira, 7 de março de 2008

Defesa da vida contra a violência e a exclusão

Na região Brasilândia a abertura da Campanha da Fraternidade 2008 foi marcada pela caminhada de mais de duas mil pessoas desde a praça Cacique Double, na Vila Siqueira, até a Paróquia Bom Pastor, no Jardim Carumbé.

Homens, mulheres e crianças das comunidades caminharam em defesa da vida ao som de trio elétrico. Este ano só havia ladeiras no caminho, nada de morros a subir.

Para suportar o forte calor da tarde de domingo, água servida em canecas de garrafa PET pela comunidade São Benedito e pedaços de pão na igreja Nossa Senhora de Lourdes.

Em frente à paróquia Bom Pastor, no Jardim Carumbé, foi realizado o ato celebrativo com leitura da bíblia, cantos e testemunhais daqueles que atuam em defesa da vida na região.

Confira outros detalhes sobre a abertura da CF 2008 na Brasilândia, no Jornal Cantareira desse mês, na reportagem de Eduardo Souza.




Ocorreu um erro neste gadget

Acessos