sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Paróquias da Região ganham novos sacerdotes

O ano de 2009 começou com mudanças no comando em 10 paróquias e uma área paroquial da Região Brasilândia. As alterações colocam novos desafios para cinco vigários, quatro administradores paroquiais e cinco párocos. As posses começaram no domingo, 25 de janeiro, e seguem até o dia 15 de fevereiro.

A exceção do setor Perus, todos os outros seis setores terão novos sacerdotes. O que passará por mais mudanças é o setor São José Operário. Na paróquia Imaculado Coração de Maria, os vigários serão os padres Divaldo Batista do Santos e Dito Marega, já o pároco será Antônio Florentino César Neto. Na nova área paroquial Nossa Senhora de Fátima assume o administrador paroquial Genésio de Morais (08/02 - 8h30), mesma função a ser exercida pelo padre Antônio Leite Barbosa Júnior na paróquia Santos Apóstolos a partir de 08/02 às 10h30.

Nos setor Nova Esperança, a paróquia Santo Antônio conta com um novo administrador paroquial desde o dia 25 de janeiro: trata-se do sacerdote Marcos Antônio Câmara. No mesmo setor, o padre Pedro Ricardo Pieroni assume, em 1º de fevereiro às 9h, a paróquia São Judas Tadeu. Duas paróquias com mudanças também no setor Pereira Barreto: na Santa Terezinha do Menino Jesus, o novo administrador paroquial será Reginaldo Nascimento de Souza (06/02 – 20h) e na Cristo Libertador o padre Ezael Juliato (Tchê) tomará posse como pároco no dia 07/02 às 19h30.

No Setor Cântaros, os paroquianos da igreja Santa Terezinha acolherão como pároco o sacerdote Valdiran Ferreira dos Santos (15/02 – 8h). No setor Freguesia do Ó, há mudanças de vigários nas paróquias Nossa Senhora das Graças – assume o padre Alberto Abib Andery - e Santa Cruz – o novo vigário é o padre Odêmio Antônio Ferrari. Por fim, no setor Jaraguá, a paróquia São Luís Maria G. de Montfort terá como novo pároco, a partir 08/02 às 19h, o sacerdote Carlos Augusto da Costa (Neno) e como vigário o padre Antônio Manzatto.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Desenvolver uma nova pedagogia é o desafio

Lideranças das comunidades, pastorais sociais, CEB´s e educadores populares da Região Brasilândia participaram do Curso de Verão 2009, que aconteceu de 11 a 18 de janeiro na PUC/SP, com o tema Arte e Educação Popular.

O Curso de Verão 2009 teve oito dias de muita criatividade, partilha, solidariedade e aprendizado, a luz de um desafio principal: desenvolver uma pedagogia com arte, nas comunidades e movimentos sociais.

As experiências partilhadas nos grupos de aprofundamento e nos espaços de criação, junto a pessoas de outras cidades, estados e países, tiveram um significado muito importante para o trabalho que é desenvolvido nas comunidades e na organização popular da Região Brasilândia.

As atividades do curso não aconteceram apenas na PUC. Em dezenas de comunidades da grande São Paulo, pessoas de outras cidades foram acolhidas pelas famílias. As comunidades da paróquia Cristo Ressuscitado, Jardim Peri Alto, são um exemplo desta prática solidária. No sábado, 17, as lideranças das comunidades São João Batista, N. Senhora de Fátima e N. Senhora da Consolata realizam um momento celebrativo, com a presença dos acolhidos e das lideranças regionais.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Região Brasilândia participa do Curso de Verão

por Juçara Zottis, jornalista e colaboradora da Pascom
Agentes da pastoral da saúde da Região Episcopal Brasilândia participam de maneira efetiva do Curso de Verão 2009, que teve inicio dia 11 domingo e termina dia 19 de janeiro com o tema Arte e Educação Popular que acontece nas dependências da PUC/SP.

Este serviço voluntário é realizado há 22 anos com muito carinho e dedicação. Além de cuidar dos primeiros socorros na questão da saúde, como medir a pressão, a febre e outros, o grupo oferece chás deliciosos com ervas medicinais, alimentos alternativos e muita alegria. É uma das salas que esta sempre lotada de gente, porque ali também acontece o aconchego, o ponto de encontro, a partilha. O serviço prestado por estas agentes é de suma importante para o bom andamento e bem estar do Curso.

As meninas da saúde, como são chamadas e conhecidas, também desempenham a função de apoio, de solidariedade, de partilha com os participantes, monitores, coordenação, assessores e visitantes. Elas estão sempre vigilantes e atentas.

Outro trabalho fundamental desse grupo é a venda dos artesanatos produzidos pelas pessoas com deficiência, do núcleo da FCD da Brasilândia (Fraternidade Cristã de Deficiência). O dinheiro arrecadado com a venda destes produtos é destinado para garantir a participação de pessoas da FCD nas atividades.
Além das agentes de saúde, a Região Brasilândia também colabora do grande mutirão com a dedicação de diversas pessoas na monitoria dos espaços de criação e na organização geral. Outra marca de solidariedade e compromisso são as dezenas de famílias que abrem as portas para acolher cursistas de outras cidades, estados e paises. Muitas lideranças das comunidades, entidades participam todos os anos do curso.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Região terá nova área paroquial

A Região Episcopal Brasilândia terá uma nova pró-paróquia. As comunidades Nossa Senhora Aparecida (Parque São Luiz), Sant´Ana (Jardim Lúcia Magali) e Nossa Senhora de Fátima (Vila Penteado) serão agrupadas em uma nova área paroquial, no setor São José Operário.

A pró-paróquia, localizada em uma área que conta com aproximadamente 30 mil habitantes, deverá fortalecer os trabalhos pastorais e atrair os católicos não praticantes.

Atualmente, cada uma das três comunidades realiza missas ou celebrações dominicais. Pela proposta inicial, a pró-paróquia englobará as três comunidades que passariam a ter duas celebrações dominicais, uma missa semanal, celebrações de batizados e casamentos, além de atendimento para confissões.

A manutenção financeira da área paroquial será feita com contribuições mensais das paróquias de referência das três comunidades – Santo Antônio, Santos Apóstolos e Santa Cruz – e através do recolhimento de parte da verba que essas comunidades enviam mensalmente as paróquias as quais pertencem.

Essas informações foram repassadas aos membros das comunidades Nossa Senhora Aparecida (Parque São Luiz), Sant´Ana (Jardim Lúcia Magali) e Nossa Senhora de Fátima (Vila Penteado) no final de 2008. Em 2009, após o período da páscoa haverá uma assembléia com representação das três comunidades para definir o nome definitivo e a sede da pró-paróquia.
Ocorreu um erro neste gadget

Acessos