sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Os desafios do reeleito na Região Brasilândia

Gilberto Kassab (DEM) continuará a frente da prefeitura paulistana até 2012. A decisão foi expressa nas urnas por 3,79 milhões de eleitores que votaram no atual prefeito, o equivalente a 60,72% dos votos válidos.

O Blog da Pascom aproveita o final das eleições para lembrar, que a Região Brasilândia tem um documento com os indicativos de problemas e propostas de soluções que foi apresentado aos candidatos a prefeito, em 17 de agosto em um evento. Gilberto Kassab não foi ao encontro, não assinou o documento, mas na condição de atual prefeito terá de responder pelas demandas regionais.

Além dos problemas em cada bairro como o lixão em Perus/Anhanguera e o congestionamento constante na avenida Deputado Cantídio Sampaio, a população local poderá cobrar do prefeito, até 2012, a construção do hospital da Brasilândia, o término da ponte do Jaraguá e o começo das obras do metrô Freguesia do Ó.

Essas serão cobranças pontuais. Gilberto Kassab e aqueles que o apoiarem na nova gestão devem no mínimo conhecer o teor das reivindicações de nossa região nas áreas de saúde, habitação, educação, cultura, direitos humanos, assistência social, políticas para a juventude, meio ambiente, segurança pública, transporte e comunicação alternativa popular.

Cabe ao executivo ter ciência de tais propostas e é dever dos mais de 1,25 milhões de habitantes da Brasilândia, cobrarem da gestão que continuará até 2012.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Acessos