sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Ministério do padre Vladimir é lembrado em missas

Por Renata Moraes, pela Pascom Brasilândia
a
Na noite do domingo, 15, os fiéis da Região Brasilândia se reuniram na Paróquia Nossa Senhora do Carmo, na Vila Cruz das Almas, para rememorar o 7º dia de falecimento do padre Vladimir Anselmo da Silva, em missa presidida por dom Milton Kenan Júnior, bispo auxiliar da Arquidiocese na Região.
a
As paróquias em que o Padre exerceu seu ministério sacerdotal também celebraram o 7º dia: Paróquia Nossa Senhora Mãe e Rainha, no Jardim Panamericano; e Paróquia Nossa Senhora Aparecida, na Vila Souza; bem como a Paróquia Santos Apóstolos, no Jardim Maracanã, onde viveu nos últimos três meses.
a
Em sua homília, dom Milton falou sobre a pessoa do padre Vladimir. “Quando olhamos para a vida dele, vimos o grande esforço que fez em superar- se, sempre dando o melhor de si. A alegria do padre Vladimir era fazer a felicidade dos outros.” O Bispo também agradeceu a toda a Região pelas manifestações de carinho e preocupação com o Padre no período de seu desaparecimento, expressa em telefonemas, mensagens de carinho e amizade e pelas orações. “O que podemos dizer a Deus hoje é obrigado pela vida e pelo sacerdócio do padre Vladimir”.
a
O Bispo também agradeceu em especial à Paróquia Nossa Senhora do Carmo, que o acolheu nos seus últimos e mais difíceis meses de vida. “Muito obrigado pela ajuda de todos vocês, que souberam amar e acolher o padre Vladimir, que Deus recompense todo carinho e todo amor que vocês deram a ele.”
a
Ao fim da celebração, dom Milton pediu calma e paciência à comunidade, pois ainda não há um padre para assumir a Paróquia Nossa Senhora do Carmo, mas os padres Genival Lima da Silva e Eduardo Bina, atuantes na Região Belém, ajudarão aos finais de semana, até que venha um novo pároco. Provisoriamente, o padre Jaime Izidoro de Sena, da Paróquia São Judas Tadeu, a administrará.
a
A missa de corpo presente do padre Vladimir aconteceu na terça-feira, 10, também presidida por dom Milton e concelebrada pelos padres e amigos de sacerdócio. Ele foi sepultado no início da tarde do mesmo dia, no cemitério Santíssimo Sacramento, na região central de São Paulo.
a
Padre Vladimir Anselmo da Silva, 50, estava desaparecido desde 24 de agosto e foi encontrado morto na noite do sábado, 7, em uma propriedade particular próxima a Pedra do Baú, na cidade de São Bento do Sapucaí, no interior de São Paulo.
a
O Padre completaria 25 anos de ordenação sacerdotal em dezembro deste ano. Nascido em 6 de março de 1963, em Londrina (PR), foi ordenado padre em 18 de dezembro de 1988, em São Paulo. Na Região Episcopal Brasilândia, atuou nas seguintes paróquias: São José da Vila Palmeiras (a partir de 1989), Nossa Senhora Mãe de Deus (1992), Nossa Senhora Aparecida da Vila Souza (1999), Nossa Senhora Mãe e Rainha (2006) e Nossa Senhora do Carmo (2013). Foi, ainda, reitor do Seminário Maior de Filosofia Santo Cura D'ars (1996), ecônomo da Região Brasilândia (2010) capelão do Colégio Religioso Padre Moye, das Irmãs da Providência de GAP.
a
Amigos expressam saudades
a
"Para mim, padre Vladimir é um homem de Deus, que através da música, do exemplo, dos ensinamentos e do seu próprio testemunho, ajudou-nos sempre a encontrar e manter nossos pés na estrada de Jesus" – padre Reinaldo Torres, pároco da Nossa Senhora Mãe e Rainha.  
a
"Padre Vladimir era muito especial, sempre aberto ao diálogo, muito alegre e justo. Sempre disposto a ajudar e muito carinhoso com minhas duas filhas. A de oito anos ficou triste com a notícia de sua morte e disse que pediria a Deus para deixar que o padre fosse seu anjo da guarda" - Joice Cristini,  da Paróquia Nossa Senhora do Carmo.
a
"Padre Vladimir o homem do "sim". Sempre disponível para o serviço em beneficio do povo. Se agigantava para ajudar a todos. Se fez forte para fortalecer a muitos. Mas trazia ‘esse tesouro’ em vaso de argila. Quis Deus que sua fragilidade fosse exposta e todos puderam perceber que é a graça de Deus que age sempre. Bendito seja Deus pela vida dele. Bendito seja Deus que nos deu a graça de conhecê-lo. Bendito seja Deus pelos dons que lhe concedeu em sua vida mortal. Bendito seja Deus pela sua ressurreição" -Padre Carlos Ribeiro, pároco da Nossa Senhora da Expectação.
a
“Ele foi um presente de Deus enviado para nós. Um homem maravilhoso, um servo fiel, que além de anunciar a palavra de Deus, também demonstrava o amor de Deus através de atitudes, adorava ajudar as pessoas dando apoio, conselho e carinho" - Eloísa Mota, da Paróquia Nossa Senhora Mãe e Rainha.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Acessos