sábado, 29 de maio de 2010

Encontros paroquiais de leigos mobilizam a Região

por Daniel Gomes
colaboraram Conceição Fernandes, Célia Morau e padre Domingos Bragheto


Todas as paróquias e áreas paroquiais da Região Brasilândia irão realizar até este último fim de semana de maio, os encontros paroquiais de leigos, por ocasião do 1° Congresso Arquidiocesano de Leigos. Em cada paróquia, são esperadas as lideranças das pastorais, movimentos e comunidades, agentes sociais dos bairros e todos os católicos, praticantes ou não, dispostos a avaliar as atividades da Igreja e dos cristãos em São Paulo.

No setor Pereira Barreto, as área paroquial Santo Antônio e as paróquias Nossa Senhora das Dores, Cristo Libertador e São Luís Gonzaga, divulgaram a programação de seus encontros. Ambos serão iniciados com uma palestra sobre o significado do 1° Congresso Arquidiocesano de Leigos, que tem como tema “Cristãos leigos, discípulos e missionários na cidade de São Paulo".

As paróquias Nossa Senhora das Dores e Cristo Libertador e a área paroquial Santo Antônio realizam o encontro, em conjunto, no sábado, 29 de maio, a partir das 15h, na igreja Cristo Libertador. “É uma chance única para os leigos, depois não adianta reclamar das decisões da Igreja. Todo mundo quer ser como o sacerdote ou apóstolo, mas poucos assumem a função de discípulos missionários”, comenta Cosme Laurentina, ministra da palavra.

Na paróquia São Luís Gonzaga em Pirituba, o encontro dos leigos está marcado para domingo, 30 de maio, às 16h. A teóloga e educadora Darialva da Graça Linge falará aos presentes sobre a importância do Congresso e o padre Palmiro Carlos Paes fará o fechamento da atividade com a celebração de uma missa solene na qual haverá ainda a coroação de Nossa Senhora Aparecida.

Muitas paróquias da Região Brasilândia já realizaram o encontro com os leigos. Na noite de 18 de maio, 60 pessoas participaram da atividade na igreja Santa Cruz de Itaberaba, setor Freguesia do Ó. No encontro, os participantes exaltaram a maior participação dos jovens na vida da Igreja, mas lamentaram o pouco interesse dos leigos e a quantidade insuficiente de padres e leigos consagrados para evangelizar. Na opinião dos presentes os principais desafios da Igreja são: divulgar melhor as atividades que realiza; integrar as ações das pastorais; acolher bem as novas pessoas que chegam à Igreja; capacitar os fiéis sobre os direitos e deveres que têm na vida religiosa; estimular que os leigos vivam o evangelho também em casa e na família e que vão ao encontro dos que mais necessitam de justiça e igualdade social.

No setor Perus, o encontro dos leigos da paróquia São José aconteceu na tarde de 23 de maio, com a participação das lideranças que representam as 13 CEBs veiculadas à paróquia, as pastorais e os movimentos eclesiais. Inicialmente, a explicação dos objetivos e das etapas do Congresso foram feiras pelo diácono Antônio Campineiro e depois os presentes reuniram-se em dois grupos. “Todos debateram questões relativas à presença ou ausência da ação missionária dos leigos na paróquia e na cidade. O relato dos grupos será enviado à comissão regional do Congresso, que posteriormente a encaminhará para a Arquidiocese”, explica o pároco José Domingos Bragheto.

Outra paróquia que já realizou o encontro com os leigos é a São Judas Tadeu, setor Nova Esperança. Em 15 de maio, 115 pessoas reuniram-se no salão da igreja e receberam informações sobre o Congresso, através do padre Pedro Ricardo Pieroni e dos leigos José Sérgio, Carminha, Adila, Cidinha, Lurdes e Evani, que integram a comissão paroquial do Congresso. Houve atenção especial à explicação dos objetivos do Congresso e dos assuntos que serão tratados nas oficinas temáticas regionais a partir de junho.

Após realizarem os encontros paroquiais com os leigos, todas as igrejas devem enviar o relato e as reflexões de cada encontro para a comissão regional do Congresso. Saiba mais sobre o 1° Congresso Arquidiocesano de leigos em http://www.congressodeleigos.org.br/

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Acessos