sábado, 11 de dezembro de 2010

Setor Cântaros: 12 anos de superação

Por Juçara Terezinha e Daniel Gomes, pela Pascom Brasilândia

Ao anoitecer do sábado, dia 05, a igreja Santa Terezinha, acolheu a celebração em ação de graças pelos 12 anos de trabalho do setor cântaros e pelos 25 anos de sacerdócio do padre Edson Jorge Feltrin. O clima era realmente de festa. Uma calorosa recepção e a alegria estampada nos rostos das lideranças não deixavam dúvidas do significado daquela celebração.

Estavam presentes os padres das quatro paróquias que formam o setor Cântaros: padre Valdiran Ferreira dos Santos, da igreja anfitriã, padre Konrad Konner, da paróquia Bom Pastor, padre Hilton de São Lourenço, da igreja São José, e padre Edson Jorge Feltrin, coordenador do setor e pároco da São Francisco de Assis.

Natural de Anita Garibaldi (SC), o filho de Samuel Feltrin e Zelinda Fernandes Feltrin, deixou a cidade natal ainda jovem e foi ordenado padre em 1985. Em 1987, padre Edson Jorge Feltrin tornou-se o primeiro pároco da igreja São Cristovão, em um dos bairros mais carentes da cidade de Lages (SC). Como integrante do clero na cidade de São Paulo, tem participado de comitês de ética em pesquisa em hospitais e na Região Brasilândia coordena o setor Cântaros e é o assessor da Pastoral da Saúde.

Durante a celebração foram lembrados os padres e agentes que ajudaram na organização do setor Cântaros: padre Bruno (em memória), padre Michel Forgot, Cilto José Rosembach, Daniel McLaughlin, Carlos Augusto (Neno), Irmã Brigida, e leigos engajados como Juçara Terezinha, José Eduardo de Souza, Edna Maciel, Janis Kunrath, Heidi Cerneka e outros que contribuíram com a história de luta e resistência. Após a missa, foi partilhado, em clima de festa, o bolo pelos 12 anos de vida do setor.

Instituído em 1998 pelo bispo então bispo regional dom Angélico Sândalo Bernardino, o setor Cântaros reúne quatro paroquiais: São José Operário, Santa Terezinha, São Francisco de Assis e Bom Pastor, as duas últimas fundadas no mesmo dia, 10 de dezembro de 1994. A elas estão atreladas 13 comunidades, nas quais os católicos são sinal de fé e esperança no Jardim Damasceno, Jardim Paraná, Brasilândia, Jardim Guarani, Vila Terezinha, Vila Isabel, Jardim Carumbé, Jardim Paulistano e Vila Nova Esperança.

O setor destaca-se historicamente pelo forte trabalho em comunicação, evangelização da juventude, em volta a situações de criminalidade, e lutas pelas melhorias das condições de vida dos moradores que vivem nas encostas de morros e que já foram vítimas de alagamentos e outros desastres naturais diversos, além da criminalidade. Uma das principais batalhas nos próximos anos será impedir que a construção do trecho norte do Rodoanel deixe sem lar milhares de famílias carentes.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Acessos