quarta-feira, 20 de junho de 2012

Brasilândia venera Santo Antônio

Por Daniel Gomes, pela Pascom Brasilândia
(Com colaboração de Catarina Spilla)
a
Paróquias e comunidades da Região Episcopal Brasilândia realizaram na quarta-feira, 13, missas em louvor a Santo Antônio. Na paróquia dedicada ao santo, na Vila Brasilândia, as sete celebrações feitas na data tiveram a participação de cerca de 400 pessoas, número que foi superior na última das missas, às 20h, presidida pelo padre Marcos Câmara, pároco, e concelebrada pelo padre José Domingos Bragheto, vigário paroquial.
a
A celebração marcou o encerramento da trezena do padroeiro, que teve momentos significativos como a dedicação da igreja e do altar, por dom Milton Kenan Júnior, bispo regional, no dia 2, e pela missa presidida pelo cardeal dom Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo, no dia 10. A primeira visita do Cardeal à comunidade motivou que 600 pessoas fossem à celebração.
a
Casais, mulheres com crianças de colo, idosos e jovens foram maioria na última missa da trezena, na qual o pároco abençoou os pães de Santo Antônio e os objetos de uso e de devoção dos fiéis e também enfatizou a importância do Batismo, da vida comunitária e da oração do Pai-Nosso, tema da festa deste ano.
a
Padre Marcos destacou que a dedicação de Santo Antônio é um exemplo a seguir seguido para a vida comunitária e pessoal. “Santo Antônio é o homem da palavra, anunciou incansavelmente Jesus Cristo. Nós como comunidade temos que fazer a mesma coisa. Jesus tem que sair da nossa boca, tem que sair do nosso coração, e ir em direção aos outros”, apontou na homilia.
a
“Santo Antônio é uma figura inspiradora, porque traz algumas coisas que são fundamentais para nós, Igreja, especialmente para uma paróquia dedicada a ele: o simbolismo da palavra e o simbolismo do pão. Esses dois simbolismos já são suficientes para animar qualquer Igreja a fazer aquilo que a Igreja deve fazer que é anunciar, celebrar e praticar a caridade”, afirmou ao Blog da Pascom.
a
O santo também foi venerado na trezena da Comunidade Santo Antônio de Taipas, vinculada à Paróquia São Luis Maria Grignon de Montfort. Uma das celebrações da festa, no domingo, 10, foi presidida pelo cardeal dom Cláudio Hummes, arcebispo emérito de São Paulo, que motivou a comunidade ao anúncio do Evangelho e à transmissão da fé.
a
Dom Cláudio apontou Santo Antônio como “grande pregador, que conhecia o Evangelho, lia, estudava muito, e que recebeu o título do doutor da Igreja”, e recordou ainda que o santo morreu muito jovem, aos 36 anos, e teve a santidade prontamente reconhecida pelo povo.
a
“Que vocês tenham nele um grande intercessor, mas também um modelo de vida, amor ao Evangelho, modelo de amor a Jesus Cristo e à capacidade de pregar o santo Evangelho a todas as pessoas”, disse o Cardeal ao final da missa.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Acessos