quarta-feira, 18 de julho de 2012

Arquidiocese intensifica preparação à Semana Missionária

Daniel Gomes, pela Pascom Brasilândia, com informações do jornal O SÃO PAULOa
a
Em 1 ano, a Arquidiocese de São Paulo, em comunhão com 276 dioceses do Brasil, realizará a Semana Missionária, de 17 a 21 de julho. Mais conhecida como Pré-Jornada, a atividade surgiu em 1997, às vésperas da Jornada Mundial da Juventude de Paris, e no Brasil deve atrair jovens de mais de 190 países.
a
De acordo com o Setor Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Semana Missionária tem a meta de fazer com que os participantes tenham um encontro pessoal com Cristo, nos sacramentos da Eucaristia e da Reconciliação, vivenciem a experiência da universalidade da Igreja Católica como comunhão e da paternidade espiritual do papa, e redescubram a vocação batismal à santidade, como membros ativos na Igreja e responsáveis pela nova evangelização.
a
A Arquidiocese de São Paulo foi a primeira do Brasil a acolher a Cruz e Ícone de Nossa Senhora, símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em 18 de setembro do ano passado, no evento Bote Fé, que reuniu 100 mil pessoas, e desde então tem articulado a participação na jornada e a organização da Semana Missionária, que acontecerá de 17 a 21 de julho do próximo ano.
a
Em algumas regiões episcopais, como na Brasilândia, uma das formas de incentivar a participação dos jovens na Semana Missionária e na JMJ tem sido a peregrinação da réplica da Cruz da jornada pelas paróquias, cujo itinerário tem sido publicado toda a semana aqui no Blog da Pascom Brasilândia e também pode ser obtido no e-mail jmj2013rebra@uol.com.br
a
De acordo com dom Tarcísio Scaramussa, bispo referencial do Setor Juventude na Arquidiocese, a articulação dos trabalhos da JMJ e da Semana Missionária está a cargo de uma comissão arquidiocesana e também de comissões nas regiões e paróquias.
Materiais de divulgação da JMJ Rio-2013 e da Semana Missionária estão sendo preparados e já começou a campanha para a hospedagem dos peregrinos, através do cadastro de famílias acolhedoras e hospedagem coletiva no site www.prejmjsp.com. Em breve, serão distribuídos folhetos nas paróquias para estimular a acolhida dos peregrinos e o voluntariado na Semana Missionária.
a
“A Arquidiocese programou-se para receber 30 mil jovens, é uma base de cem jovens por paróquia. Esses jovens vão ficar hospedados em casas de famílias, de preferência, ou em espaços como escolas, creches, casas de retiro e centros pastorais”, explicou dom Tarcísio.
a
De acordo com o bispo, a maior parte das atividades da Semana Missionária será nas paróquias e acontecerão vigílias em cada região episcopal, além de uma missa arquidiocesana no último dia, com envio dos jovens para a jornada.
A
Dom Tarcísio ressaltou que as paróquias devem animar os jovens a irem à JMJ. “Sabemos que alguns jovens não tem recurso próprio, então, estamos incentivando que as paróquias apoiem os jovens para que possam angariar recursos. E na Arquidiocese, nós estamos organizando uma rifa, que vai ser distribuída para venda nas paróquias”, explicou, adiantando que a rifa deve ser lançada em agosto, tendo como prêmio principal um carro popular.
A
A Arquidiocese, de acordo com o bispo, não trabalha com uma projeção do número de participantes de São Paulo na JMJ. “Não pensamos em uma delegação, mas em uma ida em massa de jovens da Arquidiocese para a jornada. Não estabelecemos um número mínimo, queremos o máximo de participação”.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Acessos