quarta-feira, 11 de julho de 2012

PJ Brasilândia lança subsídio à JMJ

Daniel Gomes, pela Pascom Brasilândia

Com vistas a estimular os jovens a participarem da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro (JMJ Rio-2013), em julho do próximo ano, e da Semana Missionária que a antecede, a Pastoral da Juventude (PJ) da Região Brasilândia lançou o subsídio “Rumo à Jornada”, que está disponível para download no blog da pastoral (http://pjbrasilandia.wordpress.com).

“O subsídio não tem fim em si mesmo. Ele é um suporte para auxiliar os grupos na preparação para a JMJ, visando à continuidade do trabalho pastoral na própria comunidade”, explicou Anderson Bueno, um dos coordenadores da PJ Brasilândia. 


A meta, segundo ele, é que ao menos 400 jovens tenham contanto com o material, que foi elaborado em cerca de um mês e teve a aprovação de dom Milton Kenan Júnior, bispo auxiliar da Arquidiocese na região, e da comissão regional que prepara a Semana Missionária. 

Estruturado na metodologia Ver-Julgar-Agir, o subsídio é composto por três encontros, com duração máxima de uma hora e meia, além de um rito para celebração de envio.

O primeiro encontro retoma a história e as peculiaridades da JMJ e chama os jovens a participação na jornada. O segundo pauta-se na mística da cruz para chamar a atenção dos jovens quanto às ‘cruzes’ em que estão envoltos na vida pessoal e comunitária, seja em âmbito local, regional e nacional; e o terceiro apresenta atividades para que os grupos de jovens se preparem melhor para a JMJ e para os trabalhos na comunidade.

“Os três encontros do subsídio estão focados na preparação para a JMJ e para a Semana Missionária, porém, eles não dão receitas prontas do que deve ser feito, mas incitam à participação e ao protagonismo dos próprios jovens”, explicou Anderson.

O subsídio apresenta, para cada encontro, dicas para ornamentação do ambiente, indicativos de textos auxiliares e leituras bíblicas, cantos cifrados, dinâmicas, links para vídeos sobre a jornada e sugestões para estimular o debate reflexivo entre os jovens.

“Decidimos criar um subsídio que possa, ao mesmo, fazer com que os jovens entendam a JMJ, tenham uma vivência de fé comunitária, se enxerguem no subsídio e, principalmente, que entendam que a JMJ é um evento que deve fazer parte de um processo permanente de trabalho pastoral na comunidade em que participam”, destacou o coordenador da PJ Brasilândia.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Acessos