quarta-feira, 8 de julho de 2015

Dom Devair: ‘Dízimo é sinal visível da participação dos fiéis na comunidade’

A ideia do encontro veio da necessidade de compor a nova equipe regional de animação da Pastoral do Dízimo.

Créditos: Padre Cilto José Rosembach, Padre Reinaldo Torres e Matheus Maciel


“Quando falamos de dízimo, não estamos falando apenas do ato que nos liga a receber um dinheiro, um valor. Dízimo é conscientização dos fiéis sobre a partilha consciente que se dá, por meio da consciência que todos nós somos responsáveis pela obra de evangelização. O dízimo é o suprimento necessário e essencial para que a obra se desenvolva”. 
A afirmação é de Dom Devair Araújo da Fonseca, bispo auxiliar da Arquidiocese na Região Brasilândia, e foi feita no sábado, 4, durante encontro regional com 120 coordenadores e representantes da Pastoral do Dízimo, realizado na Paróquia Santos Apóstolos. 
A formação foi elaborada a partir da necessidade de compor a nova equipe regional de animação da Pastoral do Dízimo e também com vistas a apresentar o material da Campanha Arquidiocesana de Conscientização do Dízimo. 
Dom Devair, referenciando-se em documentos da CNBB, ressaltou que o dízimo é uma partilha de todos em benefício da comunidade, “algo que cada um experimenta em favor dos outros”, disse, acrescentando que “o dízimo é também um sinal visível da participação dos fiéis na vida da comunidade, por meio de suas responsabilidades”. Ele ainda enfocou a necessidade de uma administração transparente dos recursos materiais da comunidade e reforçou o aspecto da gratidão que está na base da ação da pastoral e da vida dos dizimistas. 
O Bispo também elogiou a forte presença dos agentes do dízimo no encontro, sinalizando que os leigos estão preocupados com a organização pastoral da Igreja. Ele chamou atenção sobre os caminhos positivos da Pastoral do Dízimo bem organizada no interior das paróquias, para que responda aos investimentos nas áreas de manutenção das comunidades, formação de líderes e investimentos sociais. Também destacou que o dízimo deve corresponder aos investimentos de sustentação das comunidades em todos os aspectos. 
Durante o encontro, os participantes refletiram, em grupos, sobre o papel da pastoral regional do dízimo, atualmente assessorada pelo Padre Pedro Ricardo Pieroni, e escolheram um representante de cada setor para compor a nova equipe de animação do dízimo na Região Brasilândia, que se reunirá pela primeira vez em 22 de agosto, às 15h, na Paróquia São Luis Gonzaga (praça Dom Pedro Fulco Morvidi, 01, Vila Pereira Barreto).

Reportagem publicada no jornal O SÃO PAULO em  08/07/2015

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Acessos