sexta-feira, 26 de março de 2010

Fé e Política em destaque na Brasilândia

Por Juçara Terezinha, pela Pascom Brasilândia

O papel dos cristãos nas eleições 2010 esteve em destaque no encontro realizado na manhã de 19 de março pela comissão de Fé política da Região Episcopal Brasilândia. A atividade na paróquia São Luiz de Maria G. Montfort, Setor Jaraguá, teve a participação de mais de 50 pessoas, entre lideranças das comunidades, pastorais, movimentos sociais, padres, religiosas, diáconos, além do bispo regional dom Milton Kenan Júnior.

O encontro foi iniciado após um café da manhã preparado pela equipe da paróquia anfitriã. A comissão regional de Fé e Política apresentou algumas orientações do agir dos católicos neste ano de eleições. As propostas foram lidas e a plenária apresentou diversas emendas, questionamentos e esclarecimentos. Por fim, ficou definido que a Região terá um manual para auxiliar a reflexão dos fiéis nas comunidades.

Na seqüência da atividade, o jurista Hélio Bicudo, membro da Comissão Interamericana de Direitos Humanos e do Fórum Interamericano de Direitos Humanos, palestrou sobre o tema “eleições e os cristãos”. Ele ressaltou o descrédito dos três poderes - judiciário, executivo e o legislativo – e alertou que o sistema judiciário esta atrasado, sendo responsável pela morosidade dos processos, que em muitos casos, chegam a vencer o prazo e acabam engavetados ou arquivados Por outro lado, devido à falta de julgamento, muitas pessoas pobres, que não tem condições de pagar um advogado, ficam mofando atrás das grandes, em muitos casos, inocentemente.

Quanto ao poder executivo, Hélio Bicudo afirmou que havia uma grande esperança de mudança com a eleição do governo Lula. Mas a opção do governo de ter maioria na sua base desfigurou o projeto. Para o jurista, os partidos políticos não têm mais um projeto de sociedade e praticamente vivem em função das eleições. São poucos os parlamentares tanto na esfera federal, estadual e municipal que são eleitos e representam mesmo os interesses da coletividade. “A justiça eleitoral deveria ser mais criteriosa ao aprovar as candidaturas enviadas pelos partidos. A vida pregressa precisa ser investigada. Por isso, o projeto de iniciativa popular que tramita no congresso pode ajudar a melhorar a qualidade dos parlamentares eleitos” destacou.

O encontro foi um momento forte de debate sobre questões difíceis de serem enfrentadas no mundo da política, especialmente em ano eleitoral, mas também gerou esperanças de que ainda é possível ajudar o povo a fazer as escolhas por meio de debates e de formação política. A comissão de Fé e Política da paróquia São Luis M. G. Montfort não perdeu tempo e já agendou debate com três parlamentares da esfera federal que serão candidatos em 2010. O primeiro debate deve acontecer em abril.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Acessos