sexta-feira, 1 de abril de 2011

Pascombras faz formação com leigos e secretários

Por Anderson Braz e Daniel Gomes, pela Pascom Brasilândia

A Pastoral da Comunicação da Região Brasilândia (Pascombras) realizou nas últimas duas semanas formações com leigos da Paróquia Nossa Senhora da Paz, Setor Jaraguá, e com os secretários (as) das paróquias da região. A preocupação em comunicar melhor e de forma mais eficaz foi o anseio comum expresso pelos participantes das duas formações.

Na comunidade Mãe de Deus, da Paróquia Nossa Senhora da Paz, as formações aconteceram em 19 e 26 de março, com assessoria do coordenador regional da Pascom, Anderson Braz. O enfoque tratado foi o uso dos meios de comunicação e os procedimentos de comunicação recomendáveis na liturgia.

Os cerca de 40 participantes mostraram-se motivados aos novos aprendizados e conscientes da importância de proclamar bem a Palavra, praticar a acolhida e, sobretudo, preparar bem os eventos paroquiais e os procedimentos de liturgia.

“Se toda comunidade e paróquias tivessem uma formação ligada à comunicação, diminuiríamos as dificuldades e desafios nesta área”, avaliou o pároco, padre Natanael Pires da Silva. Ao final do encontro, os presentes sugeriram que a paróquia inclua, ao menos anualmente, cursos com foco em comunicação e estenda tais formações aos líderes de todas as pastorais.

Na última quinta-feira, 31 de março, cerca de 20 secretários (as) paroquiais participaram do curso de redação para sites, blogs e mídias sociais, realizado pela Pascombras na Cúria Regional, com assessoria de Daniel Gomes e Juçara Terezinha, integrantes da pastoral.

Os secretários (as) receberam dicas para a captação precisa de informações, aprenderam técnicas elementares de redação jornalística e foram informados das peculiaridades para postagem de notícias em sites, blogs e mídias sociais.

Foi possível notar que a maioria dos secretários (as) tem noções dos elementos que precisam constar em uma notícia, compreendem a estruturação lógica de um texto jornalístico, mas ficou evidente que há necessidade de um processo de formação contínuo para que possam comunicar ainda melhor e facilitar o fluxo de informações no interior da paróquia, entre as paróquias, e das paróquias para as instâncias regionais e arquidiocesanas.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Acessos