quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Dom Odilo dedica templo da Paróquia São Judas Tadeu

Por Karla Maria, reportagem publicada no jornal O São Paulo
a
Na década de 60, devotos de São Judas Tadeu, da zona noroeste, tinham de atravessar a cidade, até o Jabaquara, para celebrar o santo apóstolo. Desta necessidade, somada a doação de um terreno de 200 metros quadrados, surgiu uma capela, e depois a Paróquia de São Judas Tadeu da Vila Miriam, que este ano completa 40 de criação.
a
"Eu passava no comércio pedindo o dízimo, prenda pra quermesse. Precisávamos de dinheiro pra comprar o terreno e ampliar a capelinha", disse dona Amélia Augusto, 83, história viva da comunidade paroquial, que no último domingo, 5, às 18h, teve seu templo dedicado pelo cardeal arcebispo metropolitano, dom Odilo Pedro Scherer.
a
Foi uma cerimônia solene e pedagógica que ensinou o verdadeiro sentido que a igreja – templo – possui, como espaço da Palavra de Deus, lugar de encontro da família de Cristo, lugar de caridade. "O altar não é simplesmente uma mesa, uma pedra, nós estamos em torno de Jesus Cristo, ele é a pedra, sob a qual se edifica a Igreja", explicou o arcebispo.
a
A benção do altar e da estante da Palavra apontam que aqueles são lugares onde o próprio Cristo de manifesta. O altar após ser ungido pelo cardeal com o óleo da Crisma, e incensado era preparado para a ceia. Passo a passo, homens e mulheres da comunidade – ministros extraordinários – o revestiram com toalha, o corporal foi estendido, a Cruz do altar colocada. As flores chegaram para ornar, as velas foram acesas. O altar estava pronto para o sacrifício, para o banquete pascoal. Sob ele, foram depositadas relíquias dos mártires Santo Antonio de Sant’Anna Galvão e da Beata Lindalva Justo de Oliveira.
a
"Os mártires deram sua vida por Cristo, em sacrifico, derramaram seu sangue, com eles nós também oferecemos nossa vida no altar", explicou o cardeal. O culto às relíquias dos mártires remonta aos primeiros tempos do cristianismo.
a
Concelebrando estava padre Palmiro Carlos Paes, [pároco na São Judas de 1989 a 1996], junto com o povo ampliou o espaço da capela à igreja, que hoje com obras de Cláudio Pastro, é referência no bairro.
a
"Em 1991 compramos um terreno, foi milagre, porque não tínhamos dinheiro, mas as coisas iam acontecendo. A luta do povo era muito grande". Desde 2009, pároco na São Judas, padre Pedro Ricardo Pieroni, disse à reportagem.
a
"A paróquia é muito marcada pelo acolhimento aos fiéis, seja nos dias 28 [em suas sete missas], seja nas atividades pastorais. É uma paróquia devocional, em assembleia optaram por seguir esse caminho", disse o padre que busca também evangelizar os devotos de São Judas.
a
Neste ano jubilar, serão realizadas 40 atividades, entre retiros, bailes, caminhada. No dia 28 de março, às 18h, padre Darci Nicioli, reitor do Santuário de Aparecida, trará uma réplica da imagem de Nossa Senhora Aparecida. A paróquia criada em 15 de junho de 1972, teve sua origem em 8 de dezembro de 1962, com uma capelinha construída em mutirão.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Acessos