quinta-feira, 24 de maio de 2012

80 leigos concluem Etep na Brasilândia

Por Ana Lúcia Contarelli, pela Pascom Brasilândia
a
A Região Episcopal Brasilândia ganhou 80 teólogos leigos na noite do sábado, 19. Com missa presidida por dom Milton Kenan Júnior, bispo auxiliar da Arquidiocese de São Paulo para a Região Brasilândia, na Paróquia Santos Apóstolos, aconteceu o encerramento da segunda turma da Escola de Teologia e Pastoral (Etep), voltada para a formação do laicato.
a
No começo da celebração, padre Antonio Manzatto, um dos articuladores do Etep, falou da importância da escola, que permite o estudo do Antigo e Novo Testamento, cristologia, eclesiologia, sacramentos, doutrina social da igreja, espiritualidade e questões pastorais, e lembrou que os leigos formados são enviados ao trabalho nas comunidades.
a
Dom Milton destacou que todos são chamados a proclamar a Palavra de Deus e que Jesus constituiu os apóstolos para fazer acontecer o seu reino. Na homilia, o bispo enfatizou que todos devem testemunhar o Reino de Deus.  "Aquilo que recebemos  não nos torna melhor nem superior aos outros, mas iremos e evangelizaremos. Devemos traduzir em serviço, em doação, para darmos continuidade a anunciação do Evangelho de Jesus Cristo".
a
A jornada percorrida pelos leigos até a formação, que incluiu desafios, como estudar a noite, às vezes, após um cansativo dia de trabalho; mas também vitórias, como a partilha de conhecimentos, foi lembrada ao final da missa, quando também houve menção a outras oportunidades que estão ao alcance dos leigos para a formação em teologia, como o Instituto de Teologia da Região Brasilândia (Itebra), a Escola de Catequese Regional (Ecat) e o curso de teologia da PUC-SP, que terá no segundo semestre um programa de bolsa de estudos para leigos.
a
Após formados, os novos teólogos expressaram a felicidade pela conclusão do curso. "Foi mais uma batalha vencida, uma conquista", afirmou Neuza Monteoliva, da Paróquia Bom Jesus dos Passos. "Foi difícil pelo pouco tempo, mas foi muito bom. A gente nunca sabe tudo. Quero que meus filhos e meu marido também façam o curso", afirmou Aldenir de Souza Pereira.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Acessos