quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Candidatos à Câmara expõem propostas à Brasilândia

Por Daniel Gomes, pela Pascom Brasilândia
a
Para conhecer e ouvir as propostas dos leigos católicos que concorrem ao Legislativo municipal, a Região Episcopal Brasilândia realizou na noite da quinta-feira, 27 de setembro, na Paróquia Santos Apóstolos, um encontro com sete candidatos a vereador, indicados para participar do evento por paróquias, padres, pastorais, movimentos e novas comunidades da região.
a
Cada um dos candidatos - Alex Mota (PSOL), Fátima Barbosa (PV), Giba Alvarez (PT), Lídia Correia (PPL), Mário Bortoto (PSOL), Williams Aris (PSOL) e Xoxó - Joares Américo (PPS) – teve três minutos para expor propostas e explicar de que maneira pretende legislar em prol da população de São Paulo e com atenção especial às demandas dos bairros que compõem a Região Brasilândia.
a
Desafios comuns nas áreas de saúde, educação (em especial o déficit de vagas em creches), transporte, habitação, segurança pública, acessibilidade, sustentabilidade ambiental, lazer e esporte foram mencionados pelos candidatos, que também apontaram que a Câmara Municipal precisa de renovação.
a
Os postulantes ao Legislativo paulistano ouviram as orientações que a Arquidiocese de São Paulo redigiu aos fiéis sobre o processo de voto consciente e também acolheram as palavras de dom Milton Kenan Júnior, bispo regional, sobre preocupações da Igreja com as posturas a serem adotadas pelos vereadores da próxima gestão, especialmente no que se refere à maior participação da sociedade civil nas decisões.
a
“Este deve ser o compromisso daqueles que se elegem à Câmara Municipal: garantir a participação da população nas decisões, na gestão pública, no orçamento público, garantir a participação nos conselhos paritários, na defesa dos direitos do cidadão. Que nós possamos passar de um regime de arbitrariedade para um regime de corresponsabilidade pública na defesa dos direitos da população”, disse o bispo em entrevista.
a
Na avaliação de Aguinaldo Lima, do Núcleo Regional da Cáritas na Brasilândia e um dos articuladores do debate, “os candidatos perceberam que o desafio é grande e que o caminho para encontrar soluções é a maneira participativa”, destacou, pontuando ainda que “a presença dos candidatos e a diversidade das propostas ajudam a uma escolha melhor e no processo de acompanhar os eleitos depois”.
a
Ao final do encontro, dom Milton pediu que os candidatos, se eleitos, prestem contas à população, periodicamente, sobre os compromissos que assumiram.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Acessos