sexta-feira, 2 de setembro de 2011

CEBs Brasilândia realiza retiro com jovens

Por Juçara Terezinha, pela Pascom Brasilândia

Dia bonito, sol radiante: clima agradável para os jovens das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) da Região Episcopal Brasilândia se reunirem. Foi o que aconteceu na manhã do domingo, 28 de agosto, em retiro sobre o tema “Livres em Cristo”, na Paróquia Imaculado Coração de Maria, no Jardim Princesa. Os trabalhos foram orientados pelo professor da PUC-SP, Mathias Grenzer, formado em teologia bíblica.


Ao chegar ao local, os cerca de 80 jovens foram recepcionados com muita alegria pelas lideranças da comunidade e pela equipe regional de CEBs. Depois de um momento de mística que mostrou a vitalidade juvenil, Mathias fez uma reflexão sobre o sentido de ser livre hoje, destacando que a liberdade ajuda na libertação do outro. Isso relacionado ao amor e ao sentido que tem o amor para a juventude.


Depois da exposição, os jovens foram organizados em grupos de trabalho onde tiveram oportunidade de relatar experiências que expressam este amor escondido, muitas vezes não revelado. Mathias avaliou que é preciso olhar para a historia de Jesus para descobrir o que ele se propôs a ensinar ao povo, e a partir disso refletir sobre que tipo de liberdade é preciso ser cultivado.


“É um tipo de liberdade que se concentra numa convivência mais amorosa. Uma vida que se dedica aos mais necessitados. Livres para amar, para promover a Justiça, a criação de uma sociedade mais igualitária, onde cada pessoa tem a sua dignidade respeitada. É um amor bem definido. Não é liberdade para fazer qualquer coisa. Como podemos ver na carta aos Gálatas, livre para amarmos o próximo. Nessa perspectiva, estudamos o mandamento duplo do amor, o amor a Deus que se concretiza no amor ao próximo, este próximo sendo sobretudo os mais sofridos”, apontou Mathias.


O palestrante também elogiou a juventude. “Sinto que os jovens estão bastante concentrados, bem atentos, hoje este trabalho se caracteriza justamente por favorecer este dialogo entre a fé cristã e todas as ciências. Os jovens estão descobrindo o mundo e estão dispostos a dialogar sobre essas questões. Em especial nessa Região da Brasilândia, em que há uma juventude que procura por um futuro novo. Esses itens do amor ao próximo, insistir na justiça de descobrir as dimensões sociais da fé cristã faz parte deles. Assim, parece que assinalam e se abrem para esta realidade”.

Mathias destacou que “ao relermos as tradições bíblicas, os jovens logo percebem a espiritualidade que está comprometida com as questão da justiça, eles entendem facilmente. E a questão da Justiça e do amor ao próximo é bastante claro”.

O palestrante finalizou dizendo que é muito importante compreender a proposta que nasce de Jesus. Por isso, é preciso reler o Evangelho para não insistir em coisas secundárias e priorizar o que é primário. Isso se concentra no amor ao próximo e ao bem definido, que se concretiza em forma de fazer justiça a todos.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Acessos